Hélio Rocha espera contribuição da China com a tecnologia 5G

Fonte: CRI Published: 2019-07-18 14:52:25
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O jornalista brasileiro, Hélio Rocha, foca sua carreira na África e Oriente Médio, mas vem à China para conhecer melhor este país cheio de potencial, bem com sua iniciativa Cinturão e Rota que passa pelos vários países africanos e árabes. Pelo programa de intercâmbio entre a China e os países latino-americanos e caribenhos, ele aproveita para conhecer e observar como é que funcionam os departamentos governamentais e as empresas gigantes, tentando levar outra visão sobre sociedade chinesa.


Rocha percebe que a cultura política da China tem hábito de preparar longamente os grandes líderes, ao contrário dos ocidentais que nunca participam da política e são chamados a cada quatro anos para decidir crucialmente quem vai comandar a nação. Ele endossa os conceitos orientais de harmonia, com o qual a China bem organiza o país unificado.

Após visitar Huawei, jornalista brasileiro vê o 5G como uma tecnologia para poder fornecer melhores serviços para cidadãos. Caso a empresa chinesa represente uma ameaça, Apple também seria, já que os governos desenvolvidos, como os Estados Unidos, têm financiado as empresas na pesquisa tecnológica. Como a China foi beneficiada pela criação inglesa da internet, agora ela pode contribuir com o desenvolvimento da tecnologia 5G.

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Atividades para as férias de verão das crianças
Paisagem do Lago Leste em Wuhan, província de Hubei
Dois pares de gêmeos de panda nascem no mesmo dia em Chongqing
Museu do Palácio transforma patrimônio cultural em recurso digital
Cenário bonito das montanhas de Qinling no noroeste da China
Prédios foram pintadas com imagens coloridas em Changchun

Notícias

Comentário: Reforma do FMI deve elevar direito discursivo e representatividade das economias emergentes
Países africanos elogiam cooperação sino-africana
Ursula von der Leyen é eleita como próxima presidente da Comissão Europeia
Comentário: países ocidentais devem aprender com Xinjiang sobre combate ao terrorismo
Especialistas: China consegue crescimento estável no 1º semestre
UE enfatiza o cumprimento do acordo nucelar do Irã