Carros da Tesla produzidos na China serão exportados para Europa

Fonte: CRI Published: 2020-11-02 15:07:38
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Recentemente, a gigante em carros eletrônicos Tesla anunciou que o Modelo 3, produzido na fábrica de Shanghai, será exportado pela primeira vez para a Europa. Analistas acham que isso mostra a forte competitividade do setor manufatureiro da China e o papel do país em garantir a estabilidade das cadeias industriais e de suprimento globais. Ouça a reportagem.

A grande fábrica de Tesla em Shanghai iniciou a produção de veículos para exportação em outubro de 2020. Os carros serão a versão atualizada do Modelo 3, o mesmo fornecido ao mercado chinês. O primeiro lote dos produtos será exportado para a França e a Alemanha, que poderá chegar ao Porto Zeebrugge, da Bélgica, no final de novembro.

O diretor de operação e fabricação de Tesla, Song Gang, falou sobre as vantagens da fábrica chinesa.

“Temos vantagens em custo e qualidade de produto, graças à nossa excelente cadeia de suprimento e ao processo de produção avançado. Podemos atender aos requisitos rigorosos dos clientes europeus.”

Song disse que desde o início deste ano, com ajuda de diversas partes, a fábrica da Tesla superou impactos da pandemia e retomou rapidamente a produção e a venda.

“A Tesla também está considerando a expansão do investimento na China, para ajudar o país na estabilização de investimento estrangeiro e de comércio exterior.”

Atualmente, a Tesla tem apenas duas fábricas no mundo, uma na Califórnia e outra em Shanghai. A fábrica na Alemanha ainda está em construção. A de Shanghai iniciou oficialmente a produção no final de 2019 após 10 meses de construção. No início deste ano, a fábrica dos EUA suspendeu temporariamente os trabalhos, a de Shanghai continuou produzindo em plena capacidade, garantindo a entrega de produtos na China.

O CEO da Tesla, Elon Musk, disse anteriormente que os veículos produzidos na China são apenas para atender à demanda local, não para exportação para outros mercados. O analista chefe da Companhia de Consulta da Indústria Automobilística, Jia Xinguang, indicou que a China controlou eficazmente a pandemia, fazendo com que a Tesla mudasse o plano.

“A fábrica de Shanghai já é a única que pode aumentar a produção, sendo a única esperança da Tesla. No segundo trimestre, a entrega de produtos dessa fábrica representou um terço do total. Esse número será maior no terceiro e quarto trimestres.”

A Tesla confirmou a expansão contínua de investimento na China. Segundo a companhia, seu objetivo é o dobro em escala de produção, volume de venda, número de postos de carregamento e de trabalhadores. Jia enfatizou que a empresa estrangeira está vendo com bons olhos a perspectiva da economia chinesa.

“As políticas chinesas em promoção de desenvolvimento econômico e atração de investimento estrangeiro criaram boas condições para todos os países investirem no país. A China deve ser o único lugar no mundo onde a esperança de investimento é visível. Hoje, a economia chinesa já começou a crescer estavelmente, com uma tendência de recuperação forte, o que não está visto nas principais economias do mundo. Na grave pandemia mundial, o crescimento econômico chinês trará confiança à economia global.”

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Parque nacional do pântano de Manas, em Xinjiang
Um campeonato de beleza de cães foi realizado em Xi'an
Visitantes observam a exibição de arte digital em Beijing
Antiga aldeia de Xinye se torna em novo destino turístico na província de Zhejiang.
Paisagem da montanha Sapukonglagabo no Tibete
Paisagem de folhas vermelhas na montanha Taihang em Hebei

Notícias

China lança 7º censo populacional nacional
Premiê chinês destaca formulação de alto padrão do novo plano quinquenal
​Comentário: Uma China mais inovadora dá mais impulso ao mundo
Comentário: Desenvolvimento da China fornecerá mais oportunidades à recuperação econômica mundial
Renda disponível per capita dos chineses cresce 6,5% em termos reais entre 2016 e 2019
O Senhor Coelho: um embaixador da velha Pequim