Changsha promove indústria manufatureira inteligente

Fonte: CRI Published: 2019-07-16 09:15:08
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Com o desenvolvimento das tecnologias de big data, computação em nuvem e Internet das Coisas, a combinação com a nova geração das tecnologias eletrônicas e informáticas indica a direção para o desenvolvimento da indústria manufatureira tradicional. Hoje, vamos para Changsha, capital da província de Hunan, para conhecer o desenvolvimento da indústria de produção inteligente.

O grupo Bosch é um gigante em produção de máquinas de precisão e engenharia elétrica. Na fábrica de Changsha sente-se a transformação trazida pela “indústria 4.0”. Isto significa o fornecimento rápido, eficiente e personalizado de produtos através da digitalização entre a fabricação e a venda. Na companhia Bosch, duas linhas de produção diferentes demonstram claramente a vantagem da fabricação inteligente. Uma linha é automática, já atualizada, que precisa nove operários e é capaz de produzir 400 motores por hora. Outra linha é de “indústria 4.0”, que apenas precisa dois operários, mas pode produzir 480 motores por hora. Os trabalhadores estão equipados de uma ferramenta especial. Com ela, os robôs na linha de produção têm um sensor de aproximação que identifica a distância dos operários, assim podem reduzir o tempo ocioso e garantir a segurança. Desse modo, reduz a pausa da fabricação e garante a segurança pessoal. Todos os dados da linha são passados a uma rede interna. Os funcionários com autoridade, uma vez que entrarem na rede da companhia, podem controlar a produção em qualquer lugar do mundo. Quando ocorre um acidente, a posição do equipamento é informada automaticamente. Segundo a informação, a taxa de uso da linha produtiva de “indústria 4.0” é 10 a 15% maior do que a linha tradicional, e o retorno sobre o investimento aumenta 20 a 30%.

A cidade de Changsha é famosa pela produção de equipamentos. A SANY um gigante mundial de maquinaria, usa novas tecnologias para realizar a atualização da indústria tradicional. A oficina nº18 da empresa é a maior, mais avançada e inteligente da Ásia. A companhia possui a primeira rede interna no país e é interligada com mais equipamentos e serve mais setores.

A SANY instala em produtos uma “caixa-preta”, projetada autonomamente, que pode coletar os dados dos equipamentos, informando o status, a localização, e a operação, de modo a orientar a companhia a melhorar o serviço e promover a inovação. Devido ao perigo do trabalho, os usuários devem assegurar os equipamentos durante o trabalho, já que tem sido um problema saber quando um acidente ocorre. O sistema inteligente de supervisão da SANY pode dar informações precisas às instituições financeiras.

O secretário do Comitê Municipal do Partido Comunista da China em Changsha, Hu Henghua, afirmou que, nos últimos anos, o governo local tem priorizado o desenvolvimento de alta qualidade da indústria manufatureira, promovendo ao mesmo tempo a transformação das indústrias tradicionais e a formação de indústrias emergentes. A cidade está no caminho de se tornar uma base de produção inteligente.

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Obra de plástico desperta a consciência da proteção ambiental
Paisagem do Condado de Qilian, província de Qinghai
As flores de lótus estão desabrochando no Parque Qingcheng, Hohhot
Kunming realiza banquete com “refeição de pedra”
Paisagem de verão em Xinjiang
Esplêndidas relíquias do Afeganistão estão em exposição

Notícias

Comentário: crescimento estável da China vale mais do que ouro
Economia chinesa cresce 6,3% no primeiro semestre
EUA permite visita do chanceler Iraniano para o país, mas com restrição
Associação de Amizade de Shanghai no Exterior realiza simpósio com comunidade chinesa no Rio de Janeiro
China apela por atitude construtiva para promover paz na Península Coreana
Investimentos estrangeiros na China crescem 7,2% no primeiro semestre