Web  portuguese.cri.cn  
Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul formam os BRICS
  2016-10-10 19:14:54  cri

Com a entrada da África do Sul no grupo, a sigla mudou de BRIC para BRICS.

Em 2001 o grupo financeiro norte-americano Goldman Sachs formulou o conceito de BRIC, que abrange os maiores países emergentes do mundo Brasil, Rússia, Índia e China.

Em Junho de 2009, dirigentes dos quatro países fizeram na Rússia a primeira reunião de cúpula.

Em Abril de 2010, a 2ª cúpula de BRIC foi realizada no Brasil. Os líderes dos quatro países publicaram Declaração Conjunta, com opiniões e posições sobre economia mundial e outros assuntos. Na ocasião, foram tomadas medidas concretas de parcerias e coordenação do BRIC. Este encontro marcou o início oficial do mecanismo de cooperação entre as nações participantes.

Em Novembro de 2010, a cúpula do G20 foi realizado em Seúl, capital sul-coreana. Na ocasião, a África do Sul fez a solicitação para integrar o BRIC.

Em Dezembro de 2010, a China, atual presidente rotativo do mecanismo de cooperação, negociou com Rússia, Índia e Brasil. Em conjunto, os membros decidiram pela integração da Africa do Sul ao BRIC, que mudou para BRICS com participação de cinco países.

A entrada da Africa do Sul no bloco intensificará as relações comerciais e econômicas dos BRICs com os países do sul do continente africano. Muitas empresas da Africa do Sul têm sucursais nos países da região sul do continente e têm vantagens de rápida informação e baixo custo de negócio. Se os investimentos e negócios dos quatros países forem transferidos para a Africa do Sul, o rendimento deverá aumentar consideravelmente.

Além do benefício econômico, a integração da Africa do Sul fortalecerá a coordenação dos cinco países em questões mundiais e regionais, tais como mudança climática, reforma da ONU e eliminação da pobreza. Deverá consolidar também a construção de uma nova ordem na política internacional, mais justa e equilibrada.

 Imprimir  Comentar  Envie para um amigo
Leia mais
Comentário

v A aldeia fica no extremo norte da China

v Coleta de sal em Fujian, no sudeste da China
mais>>
Aviso Vídeo
Para conhecer a fundo o Fórum do Cinturão e Rota para Cooperação Internacional, só na Rádio Internacional da China.

Cobertura completa em todas as mídias e em 65 idiomas, transmissão ao vivo em chinês, inglês e russo, notícias em tempo real nas novas mídias para 29 idiomas, reportagens especiais para internet, em 39 idiomas, além das reportagens cooperativas com 130 rádios no exterior.

Fortalecer cooperações internacionais, construir em conjunto "Um Cinturão e Uma Rota", procurar o desenvolvimento de ganhos mútuos.

Ranking dos textos mais lidos
• Sala de visitas: O artista português Alexandre Farto, o Vhils, explica detalhes do seu estilo inovador, que já conquistou todos os continentes
• Sala de visitas: A jornalista brasileira Laís Carpenter fala sobre sua carreira e conta como veio morar na China
• Sabores do Brasil - Muqueca de Peixe e Camarão
• Entrevista com presidente da CMA Group do Brasil, José Sanchez
• Encontre aromas frescos do chá Tieguanyin em Anxi
• Entrevista com pianista portuguesa Marta Menezes
mais>>
Galeria de fotos

O primeiro trem maglev de Beijing foi testado no último sábado

Pinturas famosas foram transformadas pelo ilustrador chinês Along, utilizando o panda

A Pradaria de Hulunbuir é uma das quarto maiores pradarias do mundo

Um parque de estacionamento gigantesco e inteligente foi inaugurado em Beijing
mais>>

• Fanzine Nº2, 2017

• Fanzine Nº1, 2017
mais>>
© China Radio International.CRI. All Rights Reserved.
16A Shijingshan Road, Beijing, China. 100040