Web  portuguese.cri.cn  
Notícias
Cultura
Música Popular
Música Folclórica
Economia
Turismo
Oriente-se
Entrevistas
Falo Português
Além do Horizonte
Rota da Seda
China cria biblioteca nacional virtual

Representantes de 47 bibliotecas públicas provinciais e municipais, incluindo da Biblioteca Nacional da China, reuniram-se na cerimônia de inauguração do Programa da Biblioteca Nacional Virtual da China, em meados de dezembro passado.

Segundo uma pesquisa feita em abril de 2010, quatro de cada dez chineses têm costume de ler em meios como a internet, celular e tablets. Continuar enriquecendo os recursos de uma biblioteca virtual até o aperfeiçoamento do sistema ou criar, agora, um sistema integrado de bibliotecas provinciais e municipais em todo o país, em busca do compartilhamento dos recursos, paralelamente ao desenvolvimento do sistema? A implantação do Programa da Biblioteca Nacional Virtual, respondeu à questão.

O vice-presidente da Biblioteca Nacional, Wei Dawei, responsável pelo assunto: "Vamos criar uma biblioteca nacional virtual que conecta, através da internet, da rede de telecomunicações e da rede de televisão a cabo, as bibliotecas virtuais dispersas, formando assim uma rede de serviços online aos leitores. Essa rede serve também como uma plataforma para a divulgação da cultura chinesa, para a prestação de serviços de informações públicas e para o intercâmbio cultural com o exterior."

Segundo o vice-presidente da Biblioteca Municipal de Xiamen, Zhang Xiaohui, desde o final de novembro, quando foi assinado um acordo de cooperação com a Biblioteca Nacional sobre o compartilhamento dos recursos, sua biblioteca recebeu mais de 3.500 pedidos de carteiras de novos leitores. O programa de compartilhamento vem possibilitando muitos serviços de valor agregado aos clientes. "Com esforços de dez anos, nossa biblioteca tem atualmente apenas 20 terabytes (TB) de recursos, mas com a conexão ao sistema da Biblioteca Nacional Virtual, teremos acesso aos mais de 400 terabytes que ele possui, o que representa um salto em nossa capacidade de serviços", disse Zhang.

Já em fevereiro de 2010, o Ministério da Cultura e a Biblioteca Nacional da China cooperaram na criação da Biblioteca Virtual em distritos, conectando as bibliotecas públicas distritais, centros culturais e salas de leitura em aldeias. No final do mesmo ano, o sistema já cobria os 2.940 distritos do país.

Um morador da aldeia de Xiaozhuang, nos arredores da cidade de Jinan, província de Shandong, leste da China, Wang Zhijie, disse: "Em comparação à leitura tradicional, a biblioteca virtual dá acesso aos vídeos e fotos sobre o que queríamos saber e facilita nossos estudos e compreensão. Gostamos muito dessa maneira de ler."

Como uma das prioridades do Plano Nacional do governo chinês nos próximos cinco anos, o programa vai reorganizar nesse período, 10 mil terabytes de recursos virtuais, o equivalente a um acervo de 2,6 bilhões de títulos ou a 9,26 milhões de horas em audiovisuais, além de alavancar o desenvolvimento de dezenas de bibliotecas provinciais e municipais.

Aviso Vídeo

Caro ouvinte e amigo:

A partir do dia primeiro de maio, iremos alterar o formato dos documentos audiovisuais a ser exibidos na nossa página. O documento áudio será convertido para M4A, enquanto o vídeo, em MP4. O nosso objetivo é tornar a exibição mais leve e aprimorar a qualidade.

Se não conseguir escutar ou assistir ao nosso conteúdo, por favor, atualize o software de Flash. Não precisa trocar o browser. Qualquer dúvida, entre em contato conosco.

Comentário
© China Radio International.CRI. All Rights Reserved.
16A Shijingshan Road, Beijing, China. 100040