Web  portuguese.cri.cn  
Bicicletas dobráveis elétricas entram na moda das bicicletas compartilhadas na China
  2017-04-14 11:33:00  cri

Na medida em que as bicicletas compartilhadas tomaram a China de assalto, uma companhia entrou na indústria com um novo produto -- a bicicleta dobrável elétrica.

A Zhejiang Linju Smart Technology Co., fabricante da bicicleta elétrica, disse que ela tinha introduzido 400 e-bicicletas (bicicletas públicas compartilhadas com dispositivos de destravamento pelo celular) desde março na cidade de Jinhua, Província de Zhejiang, onde a companhia é sediada.

Uma e-bicicleta pode andar a uma velocidade de 20 quilômetros por hora e, quando estacionada, poderá ser dobrada até ficar do tamanho de uma folha de papel de A4, segundo a companhia.

As e-bicicletas precisam ser estacionadas em pontos designados onde podem ser recarregadas, e as baterias podem ser totalmente carregadas em apenas 20 minutos, segundo a companhia.

Para usar as bicicletas, os usuário têm de pressionar um botão na estação e escanear o código QR com seu celular. Ela custa 2 yuans (cerca de US$ 30 centavos) por hora, ou 20 yuans por dia. Nenhum depósito é necessário.

Desde o ano passado, uma inundação de bicicletas voltou às ruas da China -- antigamente conhecido como o Reino das Bicicletas -- graças ao desenvolvimento da tecnologia da internet, que permite aos usuários travar e destravar as bicicletas públicas com seus celulares.

As bicicletas compartilhadas estão sendo bem-vindas em muitas cidades chinesas cheias de problemas urbanos como poluição e engarrafamento. Mas os residentes que têm usado as bicicletas elétricas, particularmente no sul do país, esperam ver e-bicicletas compartilhadas também.

A companhia estabeleceu a meta de introduzir as e-bicicletas na capital provincial de Hangzhou ainda este ano, antes de se expandir nacionalmente. O objetivo é de 150 milhões e-bicicletas em 20 cidades até 2021.

 Imprimir  Comentar  Envie para um amigo
Leia mais
Comentário

v A aldeia fica no extremo norte da China

v Coleta de sal em Fujian, no sudeste da China
mais>>
Aviso Vídeo
Para conhecer a fundo o Fórum do Cinturão e Rota para Cooperação Internacional, só na Rádio Internacional da China.

Cobertura completa em todas as mídias e em 65 idiomas, transmissão ao vivo em chinês, inglês e russo, notícias em tempo real nas novas mídias para 29 idiomas, reportagens especiais para internet, em 39 idiomas, além das reportagens cooperativas com 130 rádios no exterior.

Fortalecer cooperações internacionais, construir em conjunto "Um Cinturão e Uma Rota", procurar o desenvolvimento de ganhos mútuos.

Ranking dos textos mais lidos
• Sala de visitas: O artista português Alexandre Farto, o Vhils, explica detalhes do seu estilo inovador, que já conquistou todos os continentes
• Sala de visitas: A jornalista brasileira Laís Carpenter fala sobre sua carreira e conta como veio morar na China
• Sabores do Brasil - Muqueca de Peixe e Camarão
• Entrevista com presidente da CMA Group do Brasil, José Sanchez
• Encontre aromas frescos do chá Tieguanyin em Anxi
• Entrevista com pianista portuguesa Marta Menezes
mais>>
Galeria de fotos

O primeiro trem maglev de Beijing foi testado no último sábado

Pinturas famosas foram transformadas pelo ilustrador chinês Along, utilizando o panda

A Pradaria de Hulunbuir é uma das quarto maiores pradarias do mundo

Um parque de estacionamento gigantesco e inteligente foi inaugurado em Beijing
mais>>

• Fanzine Nº2, 2017

• Fanzine Nº1, 2017
mais>>
© China Radio International.CRI. All Rights Reserved.
16A Shijingshan Road, Beijing, China. 100040