Web  portuguese.cri.cn  
Escritores de renome internacional juntam-se em Macau para o 6º Festival Literário
  2017-03-03 11:08:45  cri

O Festival Literário de Macau, o maior evento de literatura da região, decorrerá entre os dias 4 e 19 de março. Nesta edição, A Rota das Letras, nome alternativo do festival, trará novamente ao território vários escritores, poetas, realizadores, músicos e artistas visuais famosos, vencedores de prémios internacionais.

O Festival Literário de Macau deste ano incluirá nomes como: Yu Hua, escritor chinês premiado internacionalmente; Brian Castro (Gao Bowen), escritor chinês conhecido na Austrália como "um dos novelistas com maior imaginação"; Madeleine Thien, escritora canadiana selecionada para o Prémio Manhattan 2016; e Graeme Macrae Burnet, uma das estrelas da literatura mais aclamadas na Escócia, tendo recebido em 2013 o prémio da Scottish Book Trust Foundation; entre outros.

Este festival é organizado desde 2012, tendo as suas proporções, conteúdo e influência regional aumentado nos últimos seis anos. Os organizadores continuam a focar as suas atenções na literatura chinesa e portuguesa, abrindo gradualmente as portas a escritores de renome mundial.

"O Festival Literário de Macau tornou-se um dos eventos culturais mais importantes da região, pois reúne amantes da literatura de diferentes países, proporcionando a oportunidade de interagir com escritores de renome internacional", disse Ricardo Pinto (Bai Jiadu, nome em mandarim), diretor do festival e proprietário do jornal macaense Ponto Final.

Artistas e escritores de Macau serão também revelados durante o festival. Para além da participação no "campus do Festival Literário" onde decorrerão várias atividades.

Os interessados poderão também participar em palestras orientadas para o público que serão realizadas.

Os escritores de Macau incluem: Manuel Simões, professor e escritor de biografias; Inocência Mara, especialista em literatura portuguesa e investigação pós-colonial; e o poeta, romancista e colunista Lu Aolei.

No campo das artes visuais, a organização convidou o artista australiano, nascido em Hong Kong, Yang Zirong, e o pintor e escultor Huang Jialong, que se inspirou em Camilo Pessanha na criação das suas obras.

O concerto da Rota das Letras deste ano será protagonizado por Sérgio Godinho e pelo cantor de Taiwan Xu Jingchun.

Além disso, a organização espera que o festival chame à atenção do público para os vários problemas humanitários que se têm sucedido na comunidade internacional.

"O evento terá a participação de vários escritores e filmes relacionados, que irão moderar a discussão com o público em assuntos como direitos humanos, incluindo a atual onda de migração de refugiados, entre outros", referiu Bai Yede, diretor do projeto do festival.

O poeta português, conhecido como um dos músicos mais influentes das últimas quatro décadas, Sérgio Godinho, lançará também o seu primeiro romance, "Um coração mais que perfeito", durante o festival.

Pedro Mexia, famoso colunista, tradutor, poeta e comentador literário, regressará a Macau para falar sobre o seu último trabalho.

Henrique Raposo, cronista português irá abordar tópicos como a crise dos refugiados, imigração e terrorismo, em parceria com o jornalista português José Manuel Rosendo.

Também de Portugal, o vencedor do Prémio Saramago 2015, Bruno Vieira Amaral, participará no evento. Bruno Vieira do Amaral é um dos dez autores europeus em destaque este ano na União Europeia através da "New Voices from Europe" ("Novas vozes da Europa").

José Rodrigues dos Santos, jornalista português e autor de vários sucessos literários, também regressará a Macau para marcar presença no festival. O jornalista tem já publicados 7 monografias e 16 romances, alguns dos quais sucessos de venda em vários países.

Nesta 6ª edição do Festival Literário de Macau, constam também nomes sonantes como Abraão Vicente, ministro da Cultura e Indústria Criativa de Cabo Verde e escritor; Abdulai Silá, novelista da Guiné-Bissau; e Djamilia Pereira de Almeida, escritora portuguesa nascida em Angola.

A Rota das Letras é organizada pelo jornal local "Ponto Final" desde 2012, sendo o único evento mundial que reúne cultura e arte entre a China e os países de língua portuguesa.

 Imprimir  Comentar  Envie para um amigo
Leia mais
Comentário

v A aldeia fica no extremo norte da China

v Coleta de sal em Fujian, no sudeste da China
mais>>
Aviso Vídeo
Para conhecer a fundo o Fórum do Cinturão e Rota para Cooperação Internacional, só na Rádio Internacional da China.

Cobertura completa em todas as mídias e em 65 idiomas, transmissão ao vivo em chinês, inglês e russo, notícias em tempo real nas novas mídias para 29 idiomas, reportagens especiais para internet, em 39 idiomas, além das reportagens cooperativas com 130 rádios no exterior.

Fortalecer cooperações internacionais, construir em conjunto "Um Cinturão e Uma Rota", procurar o desenvolvimento de ganhos mútuos.

Ranking dos textos mais lidos
• Sala de visitas: O artista português Alexandre Farto, o Vhils, explica detalhes do seu estilo inovador, que já conquistou todos os continentes
• Sala de visitas: A jornalista brasileira Laís Carpenter fala sobre sua carreira e conta como veio morar na China
• Sabores do Brasil - Muqueca de Peixe e Camarão
• Entrevista com presidente da CMA Group do Brasil, José Sanchez
• Encontre aromas frescos do chá Tieguanyin em Anxi
• Entrevista com pianista portuguesa Marta Menezes
mais>>
Galeria de fotos

O primeiro trem maglev de Beijing foi testado no último sábado

Pinturas famosas foram transformadas pelo ilustrador chinês Along, utilizando o panda

A Pradaria de Hulunbuir é uma das quarto maiores pradarias do mundo

Um parque de estacionamento gigantesco e inteligente foi inaugurado em Beijing
mais>>

• Fanzine Nº2, 2017

• Fanzine Nº1, 2017
mais>>
© China Radio International.CRI. All Rights Reserved.
16A Shijingshan Road, Beijing, China. 100040