Web  portuguese.cri.cn  
Escritores de renome internacional juntam-se em Macau para o 6º Festival Literário
  2017-03-03 11:08:45  cri

O Festival Literário de Macau, o maior evento de literatura da região, decorrerá entre os dias 4 e 19 de março. Nesta edição, A Rota das Letras, nome alternativo do festival, trará novamente ao território vários escritores, poetas, realizadores, músicos e artistas visuais famosos, vencedores de prémios internacionais.

O Festival Literário de Macau deste ano incluirá nomes como: Yu Hua, escritor chinês premiado internacionalmente; Brian Castro (Gao Bowen), escritor chinês conhecido na Austrália como "um dos novelistas com maior imaginação"; Madeleine Thien, escritora canadiana selecionada para o Prémio Manhattan 2016; e Graeme Macrae Burnet, uma das estrelas da literatura mais aclamadas na Escócia, tendo recebido em 2013 o prémio da Scottish Book Trust Foundation; entre outros.

Este festival é organizado desde 2012, tendo as suas proporções, conteúdo e influência regional aumentado nos últimos seis anos. Os organizadores continuam a focar as suas atenções na literatura chinesa e portuguesa, abrindo gradualmente as portas a escritores de renome mundial.

"O Festival Literário de Macau tornou-se um dos eventos culturais mais importantes da região, pois reúne amantes da literatura de diferentes países, proporcionando a oportunidade de interagir com escritores de renome internacional", disse Ricardo Pinto (Bai Jiadu, nome em mandarim), diretor do festival e proprietário do jornal macaense Ponto Final.

Artistas e escritores de Macau serão também revelados durante o festival. Para além da participação no "campus do Festival Literário" onde decorrerão várias atividades.

Os interessados poderão também participar em palestras orientadas para o público que serão realizadas.

Os escritores de Macau incluem: Manuel Simões, professor e escritor de biografias; Inocência Mara, especialista em literatura portuguesa e investigação pós-colonial; e o poeta, romancista e colunista Lu Aolei.

No campo das artes visuais, a organização convidou o artista australiano, nascido em Hong Kong, Yang Zirong, e o pintor e escultor Huang Jialong, que se inspirou em Camilo Pessanha na criação das suas obras.

O concerto da Rota das Letras deste ano será protagonizado por Sérgio Godinho e pelo cantor de Taiwan Xu Jingchun.

Além disso, a organização espera que o festival chame à atenção do público para os vários problemas humanitários que se têm sucedido na comunidade internacional.

"O evento terá a participação de vários escritores e filmes relacionados, que irão moderar a discussão com o público em assuntos como direitos humanos, incluindo a atual onda de migração de refugiados, entre outros", referiu Bai Yede, diretor do projeto do festival.

O poeta português, conhecido como um dos músicos mais influentes das últimas quatro décadas, Sérgio Godinho, lançará também o seu primeiro romance, "Um coração mais que perfeito", durante o festival.

Pedro Mexia, famoso colunista, tradutor, poeta e comentador literário, regressará a Macau para falar sobre o seu último trabalho.

Henrique Raposo, cronista português irá abordar tópicos como a crise dos refugiados, imigração e terrorismo, em parceria com o jornalista português José Manuel Rosendo.

Também de Portugal, o vencedor do Prémio Saramago 2015, Bruno Vieira Amaral, participará no evento. Bruno Vieira do Amaral é um dos dez autores europeus em destaque este ano na União Europeia através da "New Voices from Europe" ("Novas vozes da Europa").

José Rodrigues dos Santos, jornalista português e autor de vários sucessos literários, também regressará a Macau para marcar presença no festival. O jornalista tem já publicados 7 monografias e 16 romances, alguns dos quais sucessos de venda em vários países.

Nesta 6ª edição do Festival Literário de Macau, constam também nomes sonantes como Abraão Vicente, ministro da Cultura e Indústria Criativa de Cabo Verde e escritor; Abdulai Silá, novelista da Guiné-Bissau; e Djamilia Pereira de Almeida, escritora portuguesa nascida em Angola.

A Rota das Letras é organizada pelo jornal local "Ponto Final" desde 2012, sendo o único evento mundial que reúne cultura e arte entre a China e os países de língua portuguesa.

 Imprimir  Comentar  Envie para um amigo
Leia mais
Comentário

v Observatório da Torre de Shanghai oficialmente aberto ao público

v Jianbing, o crepe chinês que tem conquistado Nova Iorque
mais>>
Aviso Vídeo
Olá, queridos amigos. O Fórum de Cooperação Internacional "Um Cinturão e Uma Rota" será realizado entre os dias 14 e 15 de maio em Beijing. Para ajudar nossos ouvintes e internautas a conhecer melhor a iniciativa chinesa "Um Cinturão e Uma Rota", a Rádio Internacional da China (CRI) organiza o concurso Saiba a Iniciativa "Um Cinturão e Uma Rota", que será realizado entre os dias 15 de abril e 5 de maio. São só cinco questões de múltipla escolha. A participação é simples, e você ainda pode ganhar uma lembrancinha que preparamos para os participantes!
Ranking dos textos mais lidos
• A magia de J.K. Rowling: parte 1
• Educação na Faixa de Gaza
• Mundo do animal
• Dia Mundial do Livro
• Na terra alheia
• Iniciativas chinesas beneficiam economia mundial
mais>>
Galeria de fotos

13º Festival Internacional de Animação é aberto em Hangzhou

Monumento em São Paulo ganha protetores auditivos para lembrar combate à poluição sonora

Luta de travesseiro na Cracóvia, Polônia

Mais de 50 filhotes de tigre nascem no nordeste da China em abril
mais>>

• Fanzine Nº6, 2016

• Fanzine Nº5, 2016
mais>>
© China Radio International.CRI. All Rights Reserved.
16A Shijingshan Road, Beijing, China. 100040