Web  portuguese.cri.cn  
Maior agência de viagens online da China quer aproximar o mundo
  2017-02-14 16:42:22  cri
A Ctrip, a principal agência de viagens online da China, está confiante de que é capaz de atender às crescentes demandas de viagem tanto dentro da China como para o exterior.

Turismo é sobre intercâmbios econômicos e culturais, e nós gostaríamos de ligar o mundo com nossos serviços, disse a CEO da Ctrip Jane Sun em uma entrevista, enfatizando que a internacionalização é uma importante estratégia futura da companhia.

Os negócios internacionais respondem atualmente por cerca de 20% da receita da companhia, e devem crescer ainda mais.

Durante o feriado da Festa da Primavera, cerca de 6,15 milhões de chineses viajaram ao exterior.

"Muitos chineses possuem atualmente mais dinheiro disponível, dispondo de condições de viajar ao exterior. As restrições de visto para os chineses estão sendo suspensas, e isso oferece muitas oportunidades novas", afirmou.

Nos últimos 12 meses, a Ctrip adquiriu o site de busca de viagens Skyscanner, do Reino Unido. No ano passado, a empresa fez um investimento estratégico em três operadoras de viagens dos Estados Unidos para apoiar a demanda de chineses por viagens ao país e, em janeiro de 2016, a Ctrip investiu no site de busca de viagens da Índia MakeMyTrip.

Embora a Ctrip seja o principal atuador em negócios de viagem online da China, comparada com as agências convencionais, corresponde por apenas 5% a 7% do mercado de turismo do país, segundo Sun.

"No país, a Ctrip tem muito espaço para entrar nas cidades de segunda e terceira categoria. A maioria das pessoas nessas cidades ainda estão usando agentes de viagens tradicionais", assinalou.

A receita comercial de turismo da Ctrip cresceu 37% em termos anuais no terceiro trimestre de 2016.

"Tinhamos planejado que o volume total de mercadoria bruta superasse 1 trilhão de yuans até 2020, mas esse objetivo pode ser alcançado com antecedência de dois anos. Para 2021, o número poderá ser de dois trilhões de yuans", revelou Sun, recentemente colocada pela Forbes China como uma das mais potentes mulheres empresariais da China.

"Para alcançar esse objetivo, devemos colocar os clientes em primeiro lugar, os parceiros, em segundo, e nós mesmos, em último", acrescentou.

 Imprimir  Comentar  Envie para um amigo
Leia mais
Comentário

v A aldeia fica no extremo norte da China

v Coleta de sal em Fujian, no sudeste da China
mais>>
Aviso Vídeo
Para conhecer a fundo o Fórum do Cinturão e Rota para Cooperação Internacional, só na Rádio Internacional da China.

Cobertura completa em todas as mídias e em 65 idiomas, transmissão ao vivo em chinês, inglês e russo, notícias em tempo real nas novas mídias para 29 idiomas, reportagens especiais para internet, em 39 idiomas, além das reportagens cooperativas com 130 rádios no exterior.

Fortalecer cooperações internacionais, construir em conjunto "Um Cinturão e Uma Rota", procurar o desenvolvimento de ganhos mútuos.

Ranking dos textos mais lidos
• Sala de visitas: O artista português Alexandre Farto, o Vhils, explica detalhes do seu estilo inovador, que já conquistou todos os continentes
• Sala de visitas: A jornalista brasileira Laís Carpenter fala sobre sua carreira e conta como veio morar na China
• Sabores do Brasil - Muqueca de Peixe e Camarão
• Entrevista com presidente da CMA Group do Brasil, José Sanchez
• Encontre aromas frescos do chá Tieguanyin em Anxi
• Entrevista com pianista portuguesa Marta Menezes
mais>>
Galeria de fotos

O primeiro trem maglev de Beijing foi testado no último sábado

Pinturas famosas foram transformadas pelo ilustrador chinês Along, utilizando o panda

A Pradaria de Hulunbuir é uma das quarto maiores pradarias do mundo

Um parque de estacionamento gigantesco e inteligente foi inaugurado em Beijing
mais>>

• Fanzine Nº2, 2017

• Fanzine Nº1, 2017
mais>>
© China Radio International.CRI. All Rights Reserved.
16A Shijingshan Road, Beijing, China. 100040