Web  portuguese.cri.cn  
Governo chinês investirá 15 bilhões de yuans em ciências
  2012-03-29 15:35:13  cri
O governo chinês planeja destinar mais de 15 bilhões de yuans (US$ 2,38 bilhões) do orçamento central à Fundação Nacional de Ciência Natural (FNCN) do país, de acordo com o diretor da organização.

"Com um foco tanto na pesquisa básica quanto na de vanguarda, a fundação fará mais esforços para impulsionar a inovação original e fomentar talentos de ciências, a fim de desempenhar um papel importante no apoio e orientação do desenvolvimento social e econômico do país", disse o diretor da FNCN, Chen Yiyu, em uma reunião realizada nesta terça-feira.

O orçamento central da China tem mantido um crescimento estável em seu apoio à fundação nas últimas décadas. Em 1986, o investimento na área foi de apenas 80 milhões de yuans.

Os dados mostram que a FNCN concedeu um total de 18,275 bilhões de yuans a 34.836 projetos entre 153.800 solicitações no ano passado.

De acordo com Chen, a FNCN aumentará o volume médio de financiamento para os projetos básicos, ou seja, projetos que normalmente são liderados por cientistas e pesquisadores superiores. Além disso, mais suporte será dado aos projetos científicos locais e de jovens cientistas.

Chen revelou que um fundo especial para jovens cientistas de destaque será estabelecido para apoiar anualmente 400 pessoas.

A FNCN puniu 24 pessoas por comportamentos impróprios no setor de ciências no ano passado, como parte dos esforços da organização para fortalecer a credibilidade.

Uma pesquisa feita pela Associação Chinesa de Ciência e Tecnologia em 2009 provocou preocupações públicas sobre a fraude acadêmica no país. O relatório da associação mostrou que quase metade dos profissionais em institutos de pesquisa, universidades, instituições médicas e hospitais consideravam "comum" a fraude acadêmica.

Em um caso notório ocorrido no ano passado, o Ministério da Ciência e Tecnologia anulou o Prêmio Estatal de Progresso Científico e Tecnológico, a honra acadêmica mais importante do país, dado a Li Liansheng, então professor da Universidade Jiaotong de Xi'an, depois de descobrir que Li havia plagiado trabalhos de outros e fabricado dados em seu projeto premiado.

 Imprimir  Comentar  Envie para um amigo
Leia mais
Comentário

v Primeira edição da competição Pepper King

v Autocarro escolar convertido em albergue atrai visitantes em Chongqing
mais>>
Aviso Vídeo
Para conhecer a fundo o Fórum do Cinturão e Rota para Cooperação Internacional, só na Rádio Internacional da China.

Cobertura completa em todas as mídias e em 65 idiomas, transmissão ao vivo em chinês, inglês e russo, notícias em tempo real nas novas mídias para 29 idiomas, reportagens especiais para internet, em 39 idiomas, além das reportagens cooperativas com 130 rádios no exterior.

Fortalecer cooperações internacionais, construir em conjunto "Um Cinturão e Uma Rota", procurar o desenvolvimento de ganhos mútuos.

Ranking dos textos mais lidos
• Sala de visitas: Em tour pela China, universitários brasileiros conversam sobre moda, exportações, investimentos e aplicativos
• Sala de visitas: O artista português Alexandre Farto, o Vhils, explica detalhes do seu estilo inovador, que já conquistou todos os continentes
• Sala de visitas: A jornalista brasileira Laís Carpenter fala sobre sua carreira e conta como veio morar na China
• Sabores do Brasil - Muqueca de Peixe e Camarão
• Entrevista com presidente da CMA Group do Brasil, José Sanchez
• Encontre aromas frescos do chá Tieguanyin em Anxi
mais>>
Galeria de fotos

Cerimônica de casamento especial para um entregador em Nanjing

"Corredor do Mar e Céu", um espaço artístico no aeroporto de Guangzhou

Parque Geológico Nacional de Dinossauros no nordeste da China

Primeiro ônibus inteligente sem motorista entra em fase de teste na China
mais>>

• Fanzine Nº2, 2017

• Fanzine Nº1, 2017
mais>>
© China Radio International.CRI. All Rights Reserved.
16A Shijingshan Road, Beijing, China. 100040