Web  portuguese.cri.cn  
Governo chinês investirá 15 bilhões de yuans em ciências
  2012-03-29 15:35:13  cri
O governo chinês planeja destinar mais de 15 bilhões de yuans (US$ 2,38 bilhões) do orçamento central à Fundação Nacional de Ciência Natural (FNCN) do país, de acordo com o diretor da organização.

"Com um foco tanto na pesquisa básica quanto na de vanguarda, a fundação fará mais esforços para impulsionar a inovação original e fomentar talentos de ciências, a fim de desempenhar um papel importante no apoio e orientação do desenvolvimento social e econômico do país", disse o diretor da FNCN, Chen Yiyu, em uma reunião realizada nesta terça-feira.

O orçamento central da China tem mantido um crescimento estável em seu apoio à fundação nas últimas décadas. Em 1986, o investimento na área foi de apenas 80 milhões de yuans.

Os dados mostram que a FNCN concedeu um total de 18,275 bilhões de yuans a 34.836 projetos entre 153.800 solicitações no ano passado.

De acordo com Chen, a FNCN aumentará o volume médio de financiamento para os projetos básicos, ou seja, projetos que normalmente são liderados por cientistas e pesquisadores superiores. Além disso, mais suporte será dado aos projetos científicos locais e de jovens cientistas.

Chen revelou que um fundo especial para jovens cientistas de destaque será estabelecido para apoiar anualmente 400 pessoas.

A FNCN puniu 24 pessoas por comportamentos impróprios no setor de ciências no ano passado, como parte dos esforços da organização para fortalecer a credibilidade.

Uma pesquisa feita pela Associação Chinesa de Ciência e Tecnologia em 2009 provocou preocupações públicas sobre a fraude acadêmica no país. O relatório da associação mostrou que quase metade dos profissionais em institutos de pesquisa, universidades, instituições médicas e hospitais consideravam "comum" a fraude acadêmica.

Em um caso notório ocorrido no ano passado, o Ministério da Ciência e Tecnologia anulou o Prêmio Estatal de Progresso Científico e Tecnológico, a honra acadêmica mais importante do país, dado a Li Liansheng, então professor da Universidade Jiaotong de Xi'an, depois de descobrir que Li havia plagiado trabalhos de outros e fabricado dados em seu projeto premiado.

 Imprimir  Comentar  Envie para um amigo
Leia mais
Comentário

v Observatório da Torre de Shanghai oficialmente aberto ao público

v Jianbing, o crepe chinês que tem conquistado Nova Iorque
mais>>
Aviso Vídeo
Olá, queridos amigos. O Fórum de Cooperação Internacional "Um Cinturão e Uma Rota" será realizado entre os dias 14 e 15 de maio em Beijing. Para ajudar nossos ouvintes e internautas a conhecer melhor a iniciativa chinesa "Um Cinturão e Uma Rota", a Rádio Internacional da China (CRI) organiza o concurso Saiba a Iniciativa "Um Cinturão e Uma Rota", que será realizado entre os dias 15 de abril e 5 de maio. São só cinco questões de múltipla escolha. A participação é simples, e você ainda pode ganhar uma lembrancinha que preparamos para os participantes!
Ranking dos textos mais lidos
• A magia de J.K. Rowling: parte 1
• Educação na Faixa de Gaza
• Mundo do animal
• Dia Mundial do Livro
• Na terra alheia
• Iniciativas chinesas beneficiam economia mundial
mais>>
Galeria de fotos

13º Festival Internacional de Animação é aberto em Hangzhou

Monumento em São Paulo ganha protetores auditivos para lembrar combate à poluição sonora

Luta de travesseiro na Cracóvia, Polônia

Mais de 50 filhotes de tigre nascem no nordeste da China em abril
mais>>

• Fanzine Nº6, 2016

• Fanzine Nº5, 2016
mais>>
© China Radio International.CRI. All Rights Reserved.
16A Shijingshan Road, Beijing, China. 100040