Web  portuguese.cri.cn  
Origem e costumes do Dia de Finados
  2017-04-10 15:40:19  cri

O dia 4 de abril é o Dia de Finados ou Dia de Qing Ming na China, que conta com a história de mais de 2.500 anos. Então, nesta edição do programa, vamos falar sobre as tradições desta festa. Os mitos geram as festas. Isto ocorre em todos os países. A China não é uma exceção. Num país de civilização milenar como a China, todas as festas, sobretudo as tradicionais, têm origem em tradições antiquíssimas ou lendas belas e comoventes. O Dia Qing Ming, que cai anualmente no dia 4 ou dia 5 de abril, é uma delas.

Os chineses costumam chamar quase todas as datas que merecem comemorações de Jie, o que significa Festa, na tradução literal, por isso, a data que se apresenta hoje chama-se em chinês Qing Ming Jie, que significa na tradução literal, Festa de Qing Ming, ou Festa da Claridade. Mas, a data não é uma festa comemorada com cantos e danças, está muito longe disso. É um dia comemorado sempre com certa tristeza e com saudades para os entes queridos falecidos. De fato, é o Dia de Finados da China ou Dia de Qing Ming.

 

Qing Ming é uma das 24 seções, ou temporadas, que se divide o ano agrícola chinês pelo calendário lunar. A tradução literal do termo seria a "luz pura" ou "claridade". Neste período, isto é, fins de fevereiro do calendário lunar, coincidindo com o fim de março e o início de abril do calendário solar, costuma-se chover na maior parte da China, a temperatura começa a subir depois de um inverno rigoroso, as sementes germinam, as plantas voltam a brotar e os agricultores retomam os cultivos, razão pela qual a data se chama também de Dia dos Trabalhos Agrícolas.

Nessa data, os chineses ainda têm o costume de render homenagens a seus ancestrais e entes falecidos e de passear pelo campo. É tradição na China respeitar os idosos e cultuar os mortos. No Dia de Qing Ming, os familiares vão ao cemitério para homenagear os entes queridos, limpar as ervas daninhas que nascem ao redor de suas tumbas e acrescentar-lhes terra, além de queimar incensos e fazer oferendas de comidas e dinheiro simbólico, em sinal de saudade e respeito.

O período de Qingming, quando as plantas começam a brotar e os ramos de salgueiros tornam-se verdes, é o melhor momento para passear pelo campo coberto pela vegetação verdejante. Nos tempos antigos, durante a passagem desse período, os chineses costumavam fazer excursões às zonas afastadas das cidades e colocar ramos de salgueiro no cabelo. O intuito era afugentar demônios e desgraças e pedir por uma vida de paz e felicidade.

Os hábitos alimentares do Dia de Qing Ming variam de região para região. Nas províncias de Jiangsu, Anhui, Jiangxi e Zhejiang, no sul da China, as pessoas costumam comer o "Qing Tuan", um bolinho doce que é verde por fora e recheado com uma pasta de feijão vermelho. Esse doce é feito com o suco de uma erva chamada "Jiangmai" misturado com a farinha de arroz glutinoso. Nas cidades do norte do país, os moradores ainda mantêm o hábito de comer ovo cozido, alimento quemuito bem visto pela saúde durante o ano todo. Em algumas regiões, o bolinho de jujuba é também um prato típico para o Dia de Qingming.

 Imprimir  Comentar  Envie para um amigo
Leia mais
Comentário

v Cerimônica de casamento especial para um entregador em Nanjing

v "Corredor do Mar e Céu", um espaço artístico no aeroporto de Guangzhou
mais>>
Aviso Vídeo
Para conhecer a fundo o Fórum do Cinturão e Rota para Cooperação Internacional, só na Rádio Internacional da China.

Cobertura completa em todas as mídias e em 65 idiomas, transmissão ao vivo em chinês, inglês e russo, notícias em tempo real nas novas mídias para 29 idiomas, reportagens especiais para internet, em 39 idiomas, além das reportagens cooperativas com 130 rádios no exterior.

Fortalecer cooperações internacionais, construir em conjunto "Um Cinturão e Uma Rota", procurar o desenvolvimento de ganhos mútuos.

Ranking dos textos mais lidos
• Sala de visitas: Em tour pela China, universitários brasileiros conversam sobre moda, exportações, investimentos e aplicativos
• Sala de visitas: O artista português Alexandre Farto, o Vhils, explica detalhes do seu estilo inovador, que já conquistou todos os continentes
• Sala de visitas: A jornalista brasileira Laís Carpenter fala sobre sua carreira e conta como veio morar na China
• Sabores do Brasil - Muqueca de Peixe e Camarão
• Entrevista com presidente da CMA Group do Brasil, José Sanchez
• Encontre aromas frescos do chá Tieguanyin em Anxi
mais>>
Galeria de fotos

Parque Geológico Nacional de Dinossauros no nordeste da China

Primeiro ônibus inteligente sem motorista entra em fase de teste na China

Veterano de 95 anos e sua "Vila Arco-Íris"

Parque Geológico Nacional de Limutai
mais>>

• Fanzine Nº2, 2017

• Fanzine Nº1, 2017
mais>>
© China Radio International.CRI. All Rights Reserved.
16A Shijingshan Road, Beijing, China. 100040