Web  portuguese.cri.cn  
Próspero setor de serviços dá ímpeto ao crescimento econômico da China
  2017-06-19 09:02:10  cri
O setor de serviços desempenhará um maior papel no fortalecimento da economia da China, a segunda maior do mundo, já que o crescente poder aquisitivo dos consumidores tem levado a um aumento na procura por serviços mais diversificados e com melhor qualidade.

Os indicadores econômicos publicados na quarta-feira pelo Departamento Nacional de Estatísticas (DNE) mostram que a economia da China cresceu de forma estável nos cinco primeiros meses do ano, sendo o setor de serviços um dos mais notáveis.

Os dados oficiais mostram que o setor de serviços continuou expandindo em maio, com o Índice de Produção de Serviços mantendo um rápido crescimento de 8,1% anualmente, enquanto as atividades comerciais aumentaram mais rapidamente que em abril, chegando aos 53,5%.

Ao mesmo tempo, o investimento na indústria de serviços subiu 11,6% anualmente nos primeiros cinco meses, 3 pontos percentuais a mais que o crescimento dos investimentos em geral.

Apesar do rápido crescimento, o setor de serviço da China ainda possui mais potencial de expansão, com o PIB per capita dos chineses ultrapassando os US$ 8 mil.

O valor agregado do setor representou 51,6% do PIB total no ano passado, cifra bem inferior ao médio de 57% das economias de rendimento médio e os 74% registrados nos países desenvolvidos, informou o porta-voz da Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma (CNDR), Meng Wei.

"A oferta do setor de serviços ainda deve ajustar-se às mudanças das demandas, e o setor chinês se situa agora nas partes média e baixa da cadeia de valor industrial global, com um déficit bastante grande no comércio dos serviços", apontou.

A CNDR, o mais alto órgão de planejamento econômico do país asiático, publicou um plano de desenvolvimento do setor para o período entre 2017 e 2025, que dar ênfase em fazer reformas para libertar a vitalidade do setor, como simplificar os regulamentos, incentivar a competência do mercado e melhorar a padronização.

O país continuará abrindo seu próspero setor de serviços para ampliar sua participação na cadeia industrial global e promover a competitividade, segundo o plano.

O setor é importante para o progresso da abertura da China e o governo continuará abrindo o mercado e controlando ao mesmo tempo os riscos para a segurança nacional, diz o plano.

Além disso, serão feitos esforços para melhorar a qualidade profissional dos setores de serviços, incluindo a tecnologia de informações, finanças, recursos humanos e conservação energética, e aumentará a oferta dos serviços em educação, esporte, atendimento a idosos e assistência sanitária.

A China integrará o desenvolvimento dos setores de serviço com o de manufatura, e aumentará a proporção do setor dos serviços no PIB para 60% em 2025. Este setor proporcionará 55% dos postos de trabalho do país.

A China tem como objetivo de desenvolver as cidades de centro de serviços e marcas com influência global até 2025, com competitividade intensificada no comércio de serviços.

"O setor de serviços está estreitamente vinculado com a vida do povo. Quanto mais forte cresce, mais estável será o crescimento econômico", assinalou Liu Aihua, porta-voz do DNE.

por Xinhua

 Imprimir  Comentar  Envie para um amigo
Leia mais
Comentário

v Cerimônica de casamento especial para um entregador em Nanjing

v "Corredor do Mar e Céu", um espaço artístico no aeroporto de Guangzhou
mais>>
Aviso Vídeo
Para conhecer a fundo o Fórum do Cinturão e Rota para Cooperação Internacional, só na Rádio Internacional da China.

Cobertura completa em todas as mídias e em 65 idiomas, transmissão ao vivo em chinês, inglês e russo, notícias em tempo real nas novas mídias para 29 idiomas, reportagens especiais para internet, em 39 idiomas, além das reportagens cooperativas com 130 rádios no exterior.

Fortalecer cooperações internacionais, construir em conjunto "Um Cinturão e Uma Rota", procurar o desenvolvimento de ganhos mútuos.

Ranking dos textos mais lidos
• Sala de visitas: Em tour pela China, universitários brasileiros conversam sobre moda, exportações, investimentos e aplicativos
• Sala de visitas: O artista português Alexandre Farto, o Vhils, explica detalhes do seu estilo inovador, que já conquistou todos os continentes
• Sala de visitas: A jornalista brasileira Laís Carpenter fala sobre sua carreira e conta como veio morar na China
• Sabores do Brasil - Muqueca de Peixe e Camarão
• Entrevista com presidente da CMA Group do Brasil, José Sanchez
• Encontre aromas frescos do chá Tieguanyin em Anxi
mais>>
Galeria de fotos

Parque Geológico Nacional de Dinossauros no nordeste da China

Primeiro ônibus inteligente sem motorista entra em fase de teste na China

Veterano de 95 anos e sua "Vila Arco-Íris"

Parque Geológico Nacional de Limutai
mais>>

• Fanzine Nº2, 2017

• Fanzine Nº1, 2017
mais>>
© China Radio International.CRI. All Rights Reserved.
16A Shijingshan Road, Beijing, China. 100040