Web  portuguese.cri.cn  
Cidade no leste da China restringe novamente compras de imóveis para deter o mercado
  2017-03-03 14:21:56  cri
As autoridades na cidade de Hangzhou, no leste da China, revelaram na quinta-feira mais medidas para restringir as compras de imóveis em uma tentativa de desaquecer o mercado imobiliário.

O departamento de segurança e gestão de imóveis de Hangzhou anunciou que a partir de sexta-feira as pessoas sem o "hukou" (autorização de residência permanente) local precisam dos comprovantes de dois anos de pagamentos de impostos de renda e de seguridade social feitos nos últimos três anos se quiserem comprar uma moradia na cidade. Antes disso eles só precisavam ter pago um dos dois anos anteriores.

Aqueles com o hukou local estão proibidos de comprar a terceira moradia.

O departamento também expandiu a proibição para mais dois distritos. Desde que a cidade retomou as restrições de compra de imóveis na maioria de suas áreas urbanas em setembro de 2016, um grande número de compradores locais comprou moradias nos distritos de Fuyang e Dajiangdong. Os não locais realizaram mais de 40% das compras em Dajiangdong nos últimos três meses, segundo o tmsf.com, um instituto de pesquisa do mercado imobiliário em Hangzhou.

Restrições de compra semelhantes foram aplicadas em Shenzhen, que faz fronteira com Hong Kong.

Em fevereiro, as vendas de moradias usadas em Shenzhen caíram 37,7% ante janeiro e 71,4% anualmente, para 242.085 metros quadrados, segundo a comissão municipal de planejamento urbano, terra e recursos.

Apesar da redução, os preços médios permaneceram resilientes, subindo 0,7% mensalmente, para 54.500 yuans (US$ 7.900) por metro quadrado.

Wang Feng, chefe do centro de pesquisa imobiliário de Shenzhen, afirmou que medidas ainda mais rigorosas são esperadas e que os preços na cidade devem cair cerca de 5% no primeiro semestre do ano.

Porém, a médio e longo prazos, o mercado em Shenzhen vai continuar a se expandir, segundo Wang.

por Xinhua

 Imprimir  Comentar  Envie para um amigo
Leia mais
Comentário

v A aldeia fica no extremo norte da China

v Coleta de sal em Fujian, no sudeste da China
mais>>
Aviso Vídeo
Para conhecer a fundo o Fórum do Cinturão e Rota para Cooperação Internacional, só na Rádio Internacional da China.

Cobertura completa em todas as mídias e em 65 idiomas, transmissão ao vivo em chinês, inglês e russo, notícias em tempo real nas novas mídias para 29 idiomas, reportagens especiais para internet, em 39 idiomas, além das reportagens cooperativas com 130 rádios no exterior.

Fortalecer cooperações internacionais, construir em conjunto "Um Cinturão e Uma Rota", procurar o desenvolvimento de ganhos mútuos.

Ranking dos textos mais lidos
• Sala de visitas: O artista português Alexandre Farto, o Vhils, explica detalhes do seu estilo inovador, que já conquistou todos os continentes
• Sala de visitas: A jornalista brasileira Laís Carpenter fala sobre sua carreira e conta como veio morar na China
• Sabores do Brasil - Muqueca de Peixe e Camarão
• Entrevista com presidente da CMA Group do Brasil, José Sanchez
• Encontre aromas frescos do chá Tieguanyin em Anxi
• Entrevista com pianista portuguesa Marta Menezes
mais>>
Galeria de fotos

O primeiro trem maglev de Beijing foi testado no último sábado

Pinturas famosas foram transformadas pelo ilustrador chinês Along, utilizando o panda

A Pradaria de Hulunbuir é uma das quarto maiores pradarias do mundo

Um parque de estacionamento gigantesco e inteligente foi inaugurado em Beijing
mais>>

• Fanzine Nº2, 2017

• Fanzine Nº1, 2017
mais>>
© China Radio International.CRI. All Rights Reserved.
16A Shijingshan Road, Beijing, China. 100040