Web  portuguese.cri.cn  
IPIM e Apex podem aumentar intercâmbio de informações para promoção de empresas no Brasil e na China
  2017-03-09 10:35:35  cri
O Instituto de Promoção do Comércio e do investimento de Macau (IPIM) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) podem estreitar a troca de informações para desenvolverem uma parceria a fim de ampliar a presença de empresas nos dois países, afirmou Jackson Chang terça-feira em Brasília.

As declarações de Chang, presidente do IPIM, foram proferidas quando efectuava um balanço, que definiu como positivo, da visita a Brasília de uma delegação de 50 pessoas em representação das províncias e das regiões administrativas especiais chinesas do Pan Delta do Rio das Pérolas.

Jackson Chang disse ainda que o instituto a que preside pode apoiar, em particular as pequenas e médias empresas brasileiras interessadas em operar no mercado da China, no que se refere a procedimentos para estruturar a empresa, registo e legislação, e concretização dos respectivos projectos.

A presença de seis escritórios do IPIM em diferentes províncias da China bem como a actuação da Apex - que desenvolve trabalho semelhante ao instituto – no mercado chinês são condições que contribuem positivamente para avançar no processo de cooperação entre as duas entidades e, portanto, ampliar os contactos entre empresários dos dois países, destaca Chang.

Essa acção envolvendo as pequenas empresas está inserida na missão que Macau está empenhada em desenvolver, que é construir uma plataforma de serviços de cooperação económica e comercial entre China e os países de língua portuguesa.

Nesse cenário, há a meta de consolidar a política de "três centros" que envolvem os segmentos de serviços comerciais para pequenas e médias empresas, de distribuição de produtos alimentares e o de convenções e exposições, todos visando a cooperação entre China e os países de língua portuguesa.

Na avaliação do chefe da delegação, os encontros realizados com dirigentes da Apex e de outros órgãos governamentais brasileiros, como os ministérios de Meio Ambiente e de Planeamento, Desenvolvimento e Gestão foram produtivos para conhecer um pouco das políticas públicas brasileiras, especialmente na área de protecção ambiental – foco de interesse da missão – para futuramente ampliar e/ou construir parcerias que possam aperfeiçoar as acções desenvolvidas pelas províncias chinesas bem como pelo Brasil.

Chang disse que um balanço mais pormenorizado da deslocação ao Brasil será realizado após a 10.ª edição do Fórum e Exposição Internacional de Cooperação Ambiental de Macau (MIECF – sigla inglesa), entre 30 de Março e 1 de Abril.

Este evento, disse o presidente do IPIM, representa uma importante plataforma de cooperação no domínio de protecção ambiental para a região do Pan Delta do Rio das Pérolas com o mercado internacional, especialmente os de língua portuguesa.

"Os encontros que realizámos nestes dois dias, ainda que iniciais, indicam que podemos vir a estabelecer parcerias importantes com base na troca de conhecimentos e experiências em diferentes áreas", avaliou.

Durante os dois dias de visita a Brasília, a missão manteve reuniões com representantes do governo brasileiro de diferentes áreas. Além do trabalho de promoção comercial, os representantes das províncias puderam conhecer um pouco da política ambiental do país, caso da área de gestão de recursos hídricos, sistema de protecção, acompanhamento e gestão ambiental, nomeadamente da região da Amazónia, legislação florestal, projectos com financiamentos externos, entre outros.

A missão do Pan Delta visita hoje Manaus, capital do estado do Amazonas, cidade localizada no centro da maior floresta tropical do mundo – Amazónia – e na confluência dos rios Negro e Solimões, que, ao se encontrarem, formam o grande rio Amazonas.

A delegação que está no Brasil é formada por representantes do grupo "9+2", o Pan Delta do Rio das Pérolas, que inclui nove províncias do sul da China – Guangdong, Sichuan, Fujian, Hainão, Guangxi, Yunnan, Hunan, Guizhou e Jiangxi – e as regiões administrativas especiais de Hong Kong e de Macau. (Macauhub)

 Imprimir  Comentar  Envie para um amigo
Leia mais
Comentário

v Cerimônica de casamento especial para um entregador em Nanjing

v "Corredor do Mar e Céu", um espaço artístico no aeroporto de Guangzhou
mais>>
Aviso Vídeo
Para conhecer a fundo o Fórum do Cinturão e Rota para Cooperação Internacional, só na Rádio Internacional da China.

Cobertura completa em todas as mídias e em 65 idiomas, transmissão ao vivo em chinês, inglês e russo, notícias em tempo real nas novas mídias para 29 idiomas, reportagens especiais para internet, em 39 idiomas, além das reportagens cooperativas com 130 rádios no exterior.

Fortalecer cooperações internacionais, construir em conjunto "Um Cinturão e Uma Rota", procurar o desenvolvimento de ganhos mútuos.

Ranking dos textos mais lidos
• Sala de visitas: Em tour pela China, universitários brasileiros conversam sobre moda, exportações, investimentos e aplicativos
• Sala de visitas: O artista português Alexandre Farto, o Vhils, explica detalhes do seu estilo inovador, que já conquistou todos os continentes
• Sala de visitas: A jornalista brasileira Laís Carpenter fala sobre sua carreira e conta como veio morar na China
• Sabores do Brasil - Muqueca de Peixe e Camarão
• Entrevista com presidente da CMA Group do Brasil, José Sanchez
• Encontre aromas frescos do chá Tieguanyin em Anxi
mais>>
Galeria de fotos

Parque Geológico Nacional de Dinossauros no nordeste da China

Primeiro ônibus inteligente sem motorista entra em fase de teste na China

Veterano de 95 anos e sua "Vila Arco-Íris"

Parque Geológico Nacional de Limutai
mais>>

• Fanzine Nº2, 2017

• Fanzine Nº1, 2017
mais>>
© China Radio International.CRI. All Rights Reserved.
16A Shijingshan Road, Beijing, China. 100040