Muitos países e organizações elogiam Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas, em Durban (atualizado)
  2011-12-12 20:56:32  cri

A Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas, realizada em Durban,aprovou ontem (11) uma resolução que estabelece os termos de aplicação do segundo período de compromisso do Protocolo de Kyoto. Da conferência, saiu também, a criação do Fundo Verde Climático, destinado a ajudar os países em desenvolvimento a enfrentar as alterações climáticas. Muitos países e organizações aplaudiram o êxito das negociações. Porém, houve críticas direcionadas aos participantes que são vistos como obstáculos para a chegada a um entendimento.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, divulgou uma declaração em que elogia o sucesso do evento. Para Ban, a decisão de seguir para uma segunda fase de aplicação do protocolo, vai estimular os envolvidos a investir mais no desenvolvimento de capacidade técnica e de infraestruturas. Por outro lado, o êxito das conversações ajudará todo mundo a enfrentar as mudanças climáticas.

Dilma Rousseff, a presidente brasileira, mostrou-se satisfeita com os esforços da delegação do seu país durante o processo de discussão e ressaltou que o êxito da conferência deu nova vida ao Protocolo de Kyoto.

O porta-voz da chancelaria chinesa, Liu Weimin afirmou hoje numa coletiva à imprensa que o país espera que as nações desenvolvidas aumentem o nível de compromisso de redução da emissão e concretizem suas promessas de verbas e transferência técnica.

Liu Weimin disse que a China deseja que os países desenvolvidos se entendam com os em desenvolvimento, a fim de concluir a negociação da segunda fase de aplicação do protocolo de Kyoto na Conferência do Qatar, no próximo ano, e resolver os problemas do Mapa da Rota de Bali.

A Oxfam Internacional publicou um comunicado, dizendo que o saldo da conferência não foi muito bom, e que os países que impediram o progreesso da reunião, como EUA, Canadá, Japão e Austrália, devem ser responsabilizados por esse resultado.

Tradução: Zeng Yun

Revisão:Luiz Tasso Neto

Leia mais
Comentário