Web  portuguese.cri.cn  
Setor bancário da China fornecerá mais serviços de financiamento para projetos de "Um Cinturão e Uma Rota"
  2017-05-11 19:34:16  cri

Durante os três anos desde o lançamento da iniciativa de "Um Cinturão e Uma Rota", o setor bancário da China promoveu ativamente financiamentos para a iniciativa e forneceu serviços bancários aos projetos relacionados. O vice-presidente da Associação Bancária da China (CBA, sigla em inglês), Pan Guangwei, informou hoje (11), em Beijing, que, até o final do ano passado, um total de nove bancos chineses criaram 62 agências financeiras nos 26 países ao longo de "Um Cinturão e Uma Rota". E, ao mesmo tempo, as instituições bancárias dos países e regiões ao longo de "Um Cinturão e Uma Rota" estão entrando constantemente no mercado chinês. Até o final de 2016, 54 bancos comerciais de 20 países criaram instituições financeiras na China.

Em relação à elevação da capacidade de financiamento transfronteiriço, os bancos chineses fizeram uma série de políticas e medidas de crédito. No ano passado, o investimento direto da China nos países ao longo de "Um Cinturão e Uma Rota" atingiu 14,5 bilhões de dólares. Os projetos grandes envolveram uma série de áreas, tais como estradas, ferrovias, portos, eletricidade, comunicações, entre outras.

Pan Guangwei disse que para receber e implementar os projetos é inseparável o apoio financeiro dos bancos. A demanda de fundos dos projetos relacionados à iniciativa é grande, e o prazo deles é longo. Por isso, é necessário construir um sistema de serviços financeiros diversificado e aberto, composto pelos bancos políticos, bancos comerciais e agências internacionais de desenvolvimento. No futuro, também precisa de novos tipos de modelos de investimento e financiamento internacionais, a fim de atrair mais capital internacional para apoiar a construção de "Um Cinturão e Uma Rota".

Ao responder se as medidas regulamentares tomadas pela China, por causa da saída do capital, vão influenciar o investimento da iniciativa, o vice-presidente da Associação afirmou que não há limite para os investimentos nos projetos de "Um Cinturão e Uma Rota".

"As recentes políticas regulatórias são destinadas a limitar alguns investimentos estrangeiros especulativos, como a especulação imobiliária ou o investimento no exterior de maior risco, mas não restringe o investimento dos projetos de 'Um Cinturão e Uma Rota', a janela aberta não vai ser fechada."

Em relação à questão se os empréstimos emitidos para os países ao longo de "Um Cinturão e Uma Rota" vão aumentar a carga de dívida local, o vice-presidente do Banco de Desenvolvimento da China, Ding Xiangqun, disse:

"Em primeiro lugar, a partir da perspectiva do Banco de Desenvolvimento da China, os nossos empréstimos atribuíram grande importância a autoliquidação dos projetos, principalmente por usar o fluxo de caixa gerado pelo próprio projeto como uma fonte de reembolso, então não vai aumentar a carga financeira dos países. Quando escolhemos os projetos, devemos escolher os projetos que podem gerar benefícios econômicos e ter viabilidade na economia. Até agora, a maior parte dos projetos geraram um bom fluxo de caixa."

Especialistas do setor bancário chinês disseram que, no futuro, vão continuar a reforçar as cooperações com as instituições financeiras de desenvolvimento multilaterais e bilaterais, melhorar a ligação com o Banco Mundial e o Banco Asiático de Desenvolvimento (ADB, sigla em inglês), e ao mesmo tempo, desempenhar melhor o papel do Banco Asiático de Investimento em Infraestrutura e do Fundo da Rota da Seda na construção de "Um Cinturão e Uma Rota".

Tradução: Cecília Ma

Revisão: Diego Garcia Goulart

 Imprimir  Comentar  Envie para um amigo
Leia mais
Comentário

v Renomado artesão produz máscaras do deus "Manghao" no sudoeste da China

v Sansha, a cidade mais jovem da China
mais>>
Aviso Vídeo
Para conhecer a fundo o Fórum do Cinturão e Rota para Cooperação Internacional, só na Rádio Internacional da China.

Cobertura completa em todas as mídias e em 65 idiomas, transmissão ao vivo em chinês, inglês e russo, notícias em tempo real nas novas mídias para 29 idiomas, reportagens especiais para internet, em 39 idiomas, além das reportagens cooperativas com 130 rádios no exterior.

Fortalecer cooperações internacionais, construir em conjunto "Um Cinturão e Uma Rota", procurar o desenvolvimento de ganhos mútuos.

Ranking dos textos mais lidos
• Entrevista com presidente da CMA Group do Brasil, José Sanchez
• Encontre aromas frescos do chá Tieguanyin em Anxi
• Entrevista com pianista portuguesa Marta Menezes
• Sala de visitas: Sergio Moreira Lima fala sobre a importância histórica da diplomacia brasileira na América do Sul e no mundo (Parte II)
• Entrevista com secretário de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura brasileiro
• Conheça os tipos e benefícios de oleaginosas
mais>>
Galeria de fotos

Artista recria obras de arte e fotos de famosas com cachorro quente

Um bar inspirado em "Game of Thrones" é inaugurado em Washington

Vista panorâmica de terras agrícolas e aldeias em Guizhou

Navios da Marinha chinesa em alto mar
mais>>

• Fanzine Nº2, 2017

• Fanzine Nº1, 2017
mais>>
© China Radio International.CRI. All Rights Reserved.
16A Shijingshan Road, Beijing, China. 100040