Web  portuguese.cri.cn  
Porto Qinzhou impulsiona cooperações com ASEAN sob o quadro de "Um Cinturão e Uma Rota"
  2017-05-03 20:07:28  cri

Qinzhou, um importante porto da antiga rota da seda marítima, atualmente aproveita sua vantagem geográfica para se integrar à estratégia "Um Cinturão e Uma Rota". Dessa forma, poderá impulsionar as cooperações com os países da Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), por intermédio da criação do porto de livre comércio e do Parque Industrial China-Malásia.

Em maio de 2008, o Conselho de Estado da China autorizou a criação da Área de Porto de Livre Comércio de Qinzhou, como o porto de livre comércio mais próximo da ASEAN e o único na região costeira no sudoeste da China. Os principais parceiros de Qinzhou são os 42 portos dos países da ASEAN. O vice-gerente-geral do Grupo do Porto de Qinzhou, Fang Jianli, disse que desde o lançamento de "Um Cinturão e Uma Rota", há mais de três anos, a quantidade de contêineres no porto de Qinzhou vem aumentando notavelmente.

"Em 2012, eram menos de 500 mil contêineres. Neste ano, nosso objetivo é atingir 2,3 milhões de contêineres com a capacidade total de 148 milhões de toneladas. Estamos integrando o porto ativamente a 'Um Cinturão e Uma Rota' para alcançar a meta de 10 milhões de contêineres."

Segundo a autoridade local, atualmente, entre as 20 maiores empresas de navegação do mundo, 11 utilizam as estruturas do porto de livre comércio de Qinzhou.

O Parque Industrial China-Malásia de Qinzhou, próximo ao porto, é uma importante plataforma para as cooperações entre a China e a ASEAN. A empresa farmacêutica Huibaoyuan, de Guangxi, é uma das empresas chinesas que atuam no parque. A plataforma facilita muito suas cooperações com os departamentos concernentes da Malásia. Em maio do ano passado, Huibaoyuan estabeleceu sua fábrica na Malásia junto com empresas locais. O assessor do gerente-geral da Huibaoyuan, Li Fangli, revelou que o lucro da empresa aumentou expressivamente depois do estabelecimento da fábrica na Malásia.

"No passado, exportávamos apenas matérias-primas para a Malásia, com taxa de lucro reduzida. Criamos com a parte malaia uma fábrica. Assim, podemos compartilhar melhores lucros dos produtos."

O vice-diretor da Comissão Administrativa do Parque Industrial China-Malásia de Qinzhou, Gao Pu, disse que o parque atraiu também muitas empresas da Malásia e de outros países da ASEAN. Até março de 2017, o parque contabilizava 89 importantes projetos com um investimento total de 53,8 bilhões de yuans. Entre eles, 67 estão em construção e 22 já foram concluídos.

Tradução: Luís Zhao

Revisão: Rafael Fontana

 Imprimir  Comentar  Envie para um amigo
Leia mais
Comentário

v Renomado artesão produz máscaras do deus "Manghao" no sudoeste da China

v Sansha, a cidade mais jovem da China
mais>>
Aviso Vídeo
Para conhecer a fundo o Fórum do Cinturão e Rota para Cooperação Internacional, só na Rádio Internacional da China.

Cobertura completa em todas as mídias e em 65 idiomas, transmissão ao vivo em chinês, inglês e russo, notícias em tempo real nas novas mídias para 29 idiomas, reportagens especiais para internet, em 39 idiomas, além das reportagens cooperativas com 130 rádios no exterior.

Fortalecer cooperações internacionais, construir em conjunto "Um Cinturão e Uma Rota", procurar o desenvolvimento de ganhos mútuos.

Ranking dos textos mais lidos
• Entrevista com presidente da CMA Group do Brasil, José Sanchez
• Encontre aromas frescos do chá Tieguanyin em Anxi
• Entrevista com pianista portuguesa Marta Menezes
• Sala de visitas: Sergio Moreira Lima fala sobre a importância histórica da diplomacia brasileira na América do Sul e no mundo (Parte II)
• Entrevista com secretário de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura brasileiro
• Conheça os tipos e benefícios de oleaginosas
mais>>
Galeria de fotos

Artista recria obras de arte e fotos de famosas com cachorro quente

Um bar inspirado em "Game of Thrones" é inaugurado em Washington

Vista panorâmica de terras agrícolas e aldeias em Guizhou

Navios da Marinha chinesa em alto mar
mais>>

• Fanzine Nº2, 2017

• Fanzine Nº1, 2017
mais>>
© China Radio International.CRI. All Rights Reserved.
16A Shijingshan Road, Beijing, China. 100040