Web  portuguese.cri.cn  
China quer realizar mais aplicações de pesquisas aeroespaciais
  2017-04-24 16:45:08  cri

Hoje, 24 de abril, marca o Dia do Espaço, na China. A data foi estabelecida no ano passado e diversos locais celebram o dia em torno do tema "Tecnologia aeroespacial faz a vida melhor".

A cidade de Xi´an, capital da província de Shaanxi, foi escolhida como centro das celebrações, que inclui uma série de exposições e fóruns concernentes ao setor aeroespacial. O objetivo é mostrar ao público os recentes resultados obtidos pelo país no segmento. Tian Yulong, engenheiro-chefe da Administração Nacional de Ciência, Tecnologia e Indústria para Defesa Nacional, explicou o tema.

"O Dia do Espaço deste ano foca a aplicação da tecnologia aeroespacial, com o intuito de exibir o papel do setor na construção da economia nacional e do desenvolvimento social, popularizar os conhecimentos sobre o Espaço e incentivar o empreendedorismo."

A China iniciou sua exploração e utilização pacífica do espaço a partir de 24 de abril de 1970, dia em que lançou com sucesso seu primeiro satélite, Dongfanghong I. Na quinta-feira passada (20), colocou em órbita sua primeira nave espacial de carga, Tianzhou I (Barco Celestial) para se acoplar ao laboratório espacial Tiangong II (Palácio Celestial).

O país alcançou progressos constantes na exploração do Espaço nos últimos 50 anos e se manteve sempre aberta ao desenvolver o segmento aeroespacial e realizar cooperações com vários países. No domingo passado (23), inaugurou uma nova plataforma para intercâmbios internacionais, que atrai a participação de universidades, instituições de pesquisas e empresas provenientes de mais de dez países, incluindo Rússia e EUA.

Somente na Rússia, sete universidades aderiram a esse mecanismo de cooperação. O vice-reitor da Universidade Estatal de São Petersburgo de Instrumentação Aeroespacial, Konstantin Losov, comentou sobre a cooperação sino-russa.

"Em 2016, os dois governos assinaram uma regulamentação de proteção técnica para a exploração e utilização do Espaço, o que impulsionou o desenvolvimento de ambos os países. China e Rússia vêm mantendo colaborações estreitas no setor aeroespacial nos últimos anos. Atualmente, os dois países possuem seus próprios foguetes e bases de lançamento, além de ter a capacidade autônoma na pesquisa e fabricação de satélites."

A tecnologia aeroespacial está desempenhando um papel cada vez mais importante na economia nacional e desenvolvimento social da China. O uso de satélites para os fins civis, por exemplo, movimenta anualmente mais de 200 bilhões de yuans. Tian Yulong disse que o país quer que o setor sirva melhor à vida da população.

"O país vai continuar a impulsionar a fusão entre o setor aeroespacial e os segmentos civis, reforçar a aplicação dos resultados de pesquisas aeroespaciais, acelerar a comercialização, aperfeiçoar a elaboração de regulamentação e políticas para o desenvolvimento de satélites e foguetes comerciais."

Tradução: Inês Zhu

Revisão: Diego Goulart

 Imprimir  Comentar  Envie para um amigo
Leia mais
Comentário

v Paisagem aérea do distrito de Songjiang em Shanghai

v Paisagem do Parque Lago do Sul em Hebei no norte da China
mais>>
Aviso Vídeo
Para conhecer a fundo o Fórum do Cinturão e Rota para Cooperação Internacional, só na Rádio Internacional da China.

Cobertura completa em todas as mídias e em 65 idiomas, transmissão ao vivo em chinês, inglês e russo, notícias em tempo real nas novas mídias para 29 idiomas, reportagens especiais para internet, em 39 idiomas, além das reportagens cooperativas com 130 rádios no exterior.

Fortalecer cooperações internacionais, construir em conjunto "Um Cinturão e Uma Rota", procurar o desenvolvimento de ganhos mútuos.

Ranking dos textos mais lidos
• Sala de Visitas: A intérprete Raquel Martins conta sua trajetória na China e diz que o chinês é sua primeira língua, mas considera o português sua língua materna (Parte I)
• Bate-papo com vencedora na categoria Melhor Estudante do 3º ano do Prêmio Tomás Pereira 2017
• Estrela
• Conheça a culinária dos países ao longo de "Um Cinturão e Uma Rota"
• Sala de Visitas: O treinador de futebol Pedro Martins, o Pedrinho, numa conversa descontraída sobre o esporte e a paixão dos pequenos chineses pelo mundo da bola
• Freedom
mais>>
Galeria de fotos

Tapete vermelho do Festival Internacional de Cinema de Cannes

Mercado noturno em Xinjiang no noroeste da China

Kára McCullough, nova Miss Estados Unidos 2017

Caverna da dinastia Wei é atração turística em Hualai, província de Hebei
mais>>

• Fanzine Nº6, 2016

• Fanzine Nº5, 2016
mais>>
© China Radio International.CRI. All Rights Reserved.
16A Shijingshan Road, Beijing, China. 100040