Web  portuguese.cri.cn  
China continua sendo o motor do crescimento global
  2017-04-21 19:13:39  cri
      O crescimento econômico de 6,9% da China no primeiro trimestre, melhor que o esperado, provou mais uma vez que a segunda maior economia do mundo continua sendo um importante motor do crescimento global.

  A leitura da cifra, o maior aumento em 18 meses, ficou acima da meta de 6,5% do ano inteiro e o aumento de 6,8% registrado no quarto trimestre de 2016.

  Com base na cifra melhor que o esperado, o Fundo Monetário Internacional (FMI) atualizou na terça-feira sua previsão sobre o crescimento da economia chinesa em 2017 e 2018 para 6,6% e 6,2%, respectivamente, 0,1 e 0,2 ponto percentual maior que sua previsão em janeiro.

  Com a forte perspectiva da economia chinesa, a previsão para o crescimento global em 2017 também foi elevada pelo FMI para 3,5%, com alta de 0,1 ponto percentual em relação à previsão em janeiro.

  A Organização para a Cooperação Econômica e Desenvolvimento apontou em sua Pesquisa Econômica da China 2017 que "a economia chinesa continuará sendo o principal motor do crescimento global no futuro próximo", pois o PIB per capita do país continua com a tendência de duplicar entre 2010 e 2020.

 

  MOTOR DO CRESCIMENTO GLOBAL

  Contra a situação desfavorável da economia mundial, o PIB chinês cresceu 6,7% anualmente em 2016, contribuindo para mais de um terço do crescimento mundial, mais que qualquer outro país, segundo dados do Banco Mundial.

  A economia chinesa continuará sendo um poderoso motor para o crescimento econômico do mundo em 2017, pois os fundamentos para o crescimento chinês de longo prazo e a estrutura econômica do país estão sendo otimizadas via aumento de importância dos setores de consumo e serviços, segundo Cai Zhizhou, pesquisador de macroeconomia da Universidade de Beijing.

  No primeiro trimestre, 77,2% do PIB foi impulsionado pelo consumo, 12,6 pontos percentuais a mais que o resultado de 2016. No mesmo período, o setor de serviços representou 56,5% da economia total, 17,8 pontos percentuais a mais que a indústria secundária, de acordo com dados oficiais.

  O forte poder de consumo significa grande potencial de mercado para o comércio internacional de mercadorias e serviços, e maior oportunidade de cooperação para o mundo, disse Gao Yuwei, analista do departamento de pesquisa do Banco da China.

  Dados da Organização Mundial do Comércio mostraram que a China manteve sua posição como o maior exportador de mercadorias em 2016 pelo oitavo ano consecutivo. A China foi o segundo maior importador no mundo nos últimos oito anos.

MAIOR ESPAÇO PARA REFORMA

  O crescimento no primeiro trimestre forneceu oportunidades para o governo promover a reforma estrutural, conter a expansão do crédito e melhorar a eficiência.

  A China continuará priorizando a redução do excesso de capacidade de produção, o controle do aumento do crédito, a diminuição da alavancagem da dívida do setor corporativo e a reforma das empresas estatais, segundo um relatório recente do Banco Mundial.

  O relatório sugeriu que o governo chinês continue as reformas estruturais de longo prazo, apoie os novos motores de crescimento da economia e facilite a transição da economia para serviços e produtos de alto valor agregado.

  O Banco Asiático de Desenvolvimento (BAD) também assinalou em seu relatório a importância para a China acelerar as reformas estruturais a fim de impulsionar a produtividade e o crescimento sustentável.

  O forte consumo, apoio fiscal para a infraestrutura e reformas estruturais para melhorar a produtividade na indústria manterão a economia chinesa em um terreno sólido, segundo o BAD.

por Xinhua

 Imprimir  Comentar  Envie para um amigo
Leia mais
Comentário

v A pintura de fios dourados com esmalte cerâmico é um artesanato tradicional chinesa

v Festival da Lagosta em Los Angeles
mais>>
Aviso Vídeo
Para conhecer a fundo o Fórum do Cinturão e Rota para Cooperação Internacional, só na Rádio Internacional da China.

Cobertura completa em todas as mídias e em 65 idiomas, transmissão ao vivo em chinês, inglês e russo, notícias em tempo real nas novas mídias para 29 idiomas, reportagens especiais para internet, em 39 idiomas, além das reportagens cooperativas com 130 rádios no exterior.

Fortalecer cooperações internacionais, construir em conjunto "Um Cinturão e Uma Rota", procurar o desenvolvimento de ganhos mútuos.

Ranking dos textos mais lidos
• Sala de visitas: Sergio Moreira Lima fala sobre a importância histórica da diplomacia brasileira na América do Sul e no mundo (Parte II)
• Entrevista com secretário de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura brasileiro
• Conheça os tipos e benefícios de oleaginosas
• Fórum Internacional do Ensino de Português reúne especialistas em Beijing
• Sala de visitas: As relações Brasil-China e o BRICS sob a análise do presidente da Fundação Alexandre Gusmão, Sergio Eduardo Moreira Lima (Parte I)
• Entrevista com Marcos Degaut, secretário especial adjunto de Assuntos Estratégicos da Presidência do Brasil
mais>>
Galeria de fotos

Artista redesenha mascotes de fast foods em anime

Fotos de atores chineses Chen Daoming e Jin Dong

As paisagens impressionantes com "dez mil cavalos correndo" na pradaria

Montanha Hua: A trilha mais perigosa do mundo
mais>>

• Fanzine Nº2, 2017

• Fanzine Nº1, 2017
mais>>
© China Radio International.CRI. All Rights Reserved.
16A Shijingshan Road, Beijing, China. 100040