Web  portuguese.cri.cn  
China mantém esforços para erradicar a pobreza
  2017-02-27 20:07:42  cri

Em decorrência da aplicação da política de reforma e abertura, iniciada em 1978, a China alcançou nas últimas décadas um desenvolvimento socioeconômico acelerado e grandes êxitos na eliminação da pobreza. De acordo com as estatísticas do Banco Mundial, o número de chineses vivendo na extrema pobreza (renda diária inferior a 1,25 dólar) caiu de 836 milhões, em 1987, para 156 milhões, em 2010. Entretanto, dados oficiais da China mostram que mais de 50 milhões de pessoas ainda enfrentavam dificuldades econômicas até o fim de 2015. Por isso, a erradicação da pobreza continua sendo uma prioridade do governo chinês durante o 13º Plano Quinquenal (2016-2020).

A população pobre da China se concentra nas zonas montanhosas e de minoria étnica, devido às condições climáticas adversas. Além disso, a carência de recursos e infraestruturas do transporte precárias também impedem o desenvolvimento das regiões. A cidade de Jinggangshan, na província de Jiangxi, é um exemplo.

Jinggangshan se situa na zona contígua entre as províncias de Hunan e de Jiangxi, circundando a cordilheira Luoxiao. Os recursos florestais e animais abundantes e o clima úmido são vantagens naturais, mas limitam o desenvolvimento da região. Conforme as estatísticas locais, 4.734 famílias e 17.079 pessoas viviam na pobreza no início de 2014, cuja renda líquida per capita é menos de 2.800 yuans. A cidade está na lista dos 592 condado e municípios mais pobres da China.

Para resolver o problema, o governo municipal tomou uma série de medidas para criar empregos e fornecer apoio financeiro às empresas, além de impulsionar o desenvolvimento agrícola. As pessoas incapacitadas são beneficiadas pelas políticas de bem-estar e também podem receber um subsídio distribuído pelas autoridades locais.

Após esses esforços, o número da população pobre de Jinggangshan diminuiu de 17.079, em 2014, para 1.208, até o fim do ano passado. A renda líquida per capita aumentou de 2.600 yuans, em 2013, para 4.500 yuans no fim de 2016.

A China tem enfrentado problemas de desenvolvimento desigual, que criou um fosso entre ricos e pobres. Diante da situação, as diversas províncias do país elaboraram políticas para reduzir a diferença e aliviar as contradições sociais. O que ocorreu em Jinggangshan foi um grande sucesso, servido de modelo para outras regiões chinesas que necessitam sair da pobreza.

tradução:Zhao Yan

revisão:Rafael Fontana

 Imprimir  Comentar  Envie para um amigo
Leia mais
Comentário

v Artista recria obras de arte e fotos de famosas com cachorro quente

v Um bar inspirado em "Game of Thrones" é inaugurado em Washington
mais>>
Aviso Vídeo
Para conhecer a fundo o Fórum do Cinturão e Rota para Cooperação Internacional, só na Rádio Internacional da China.

Cobertura completa em todas as mídias e em 65 idiomas, transmissão ao vivo em chinês, inglês e russo, notícias em tempo real nas novas mídias para 29 idiomas, reportagens especiais para internet, em 39 idiomas, além das reportagens cooperativas com 130 rádios no exterior.

Fortalecer cooperações internacionais, construir em conjunto "Um Cinturão e Uma Rota", procurar o desenvolvimento de ganhos mútuos.

Ranking dos textos mais lidos
• Entrevista com pianista portuguesa Marta Menezes
• Sala de visitas: Sergio Moreira Lima fala sobre a importância histórica da diplomacia brasileira na América do Sul e no mundo (Parte II)
• Entrevista com secretário de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura brasileiro
• Conheça os tipos e benefícios de oleaginosas
• Fórum Internacional do Ensino de Português reúne especialistas em Beijing
• Sala de visitas: As relações Brasil-China e o BRICS sob a análise do presidente da Fundação Alexandre Gusmão, Sergio Eduardo Moreira Lima (Parte I)
mais>>
Galeria de fotos

Vista panorâmica de terras agrícolas e aldeias em Guizhou

Navios da Marinha chinesa em alto mar

A pintura de fios dourados com esmalte cerâmico é um artesanato tradicional chinesa

Festival da Lagosta em Los Angeles
mais>>

• Fanzine Nº2, 2017

• Fanzine Nº1, 2017
mais>>
© China Radio International.CRI. All Rights Reserved.
16A Shijingshan Road, Beijing, China. 100040