Sobre CRI Sobre Dept.
HomeGeralEconomiaCulturaVidaEsportesChinêsWebcast
Zhouzhuang, uma das seis regiões de rios e lagos da China
2007-08-15 09:26:40    cri

A ponte Shuangqiao, a ponte Fu Na, o Casarão Zhang Ting, o Casarão Shenting, o restaurante Lianlou, o Templo Quangfujiang etc.

1. A ponte Shuangqiao, cujo nome usual é Ponte da Chave, é composta de uma ponte com um arco de pedra - chamada de Ponte Shide - e outra ponte com vigas de pedras, a ponte Yong An. Uma está disposta horizontalmente, e a outra, verticalmente. O vão de uma das pontes é quadrado e o da outra, redondo, formando um desenho parecido com o de uma chave que se usava na antiguidade. Por isso, os habitantes do local a chamavam de "Ponte da Chave". Estas duas pontes de pedra começaram a ser construídas no ano Wanli da dinastia Ming (ano 1573 - 1619 da nossa era). A ponte Shide mede 16 m de comprimento, 3 m de largura e tem 5,9 m de abertura. A ponte Yong An mede 13,3 m de comprimento, 2,4 m de largura e 3,5 m de abertura. O arco de pedra das duas pontes atravessa o rio da cidade ao sul e ao norte. No extremo oriental da ponte, há grades de pedra que se estendem até as ruas e vielas da cidade. A ponte de vigas de pedra se projeta sobre a boca do riacho Yinzi. Pelo vão da ponte só podem passar barquetas. Em 1984, Chen Yi Fei, um pintor chinês radicado nos Estados Unidos, criou o quadro chamado "Recordações da terra natal", tendo como tema a Ponte Suangqiao de Zhouzhuang e expôs a obra junto de outros quadros na galeria que pertencia a Armand Hammer, presidente da Companhia de Petróleo Oriente dos Estados Unidos, em Nova York. Em novembro do mesmo ano, Armand Hammer comprou o quadro a um alto preço e o deu de presente a Deng Xiao Ping durante sua visita à China. Em 1985, este quadro foi escolhido como o desenho de um envelope postal comemorativo da ONU e, por isso, Zhouzhuang ganhou fama tanto na China quanto no exterior.

 

2. A ponte Fu An é uma obra arquitetônica singular, que combina uma ponte com pavilhões. O corpo da ponte foi construído esmeradamente com granito de Jinshan e as sacadas e grades, com pedra de Wukang. Na superfície da ponte, estão gravados desenhos em relevo que simbolizam boa sorte. Nos quatro costados do corpo da ponte, foram construídos pavilhões com cantoneiras muito singulares. A combinação da ponte com pavilhões forma um contraste gracioso. É considerada a melhor ponte ao sul do rio Changjiang e o símbolo do antigo povoado Zhouzhuang.

3. O casarão Zhangting, uma das poucas obras arquitetônicas da dinastia Ming que ainda existem no povoado Zhouzhuang, constitui um ponto-chave de conservação das relíquias da província Jiangsu. Nos últimos anos, graças à manutenção minuciosa por parte do departamento responsável, recuperou seu aspecto original. O casarão Zhangting, residência particular de uma família rica, conserva seu próprio estilo, apesar de ter passado por mais de 500 anos de vicissitudes.

 

Zhangting tem 6 fileiras de casas com um total de cerca de 70 unidades, cobrindo uma superfície de mais de 1.800 m². Nos dois costados da entrada, encontram-se edifícios laterais com janelas largas e curtas, simples e refinadas da antiguidade, nos pisos de cima de baixo. O Salão Yuyan, claro e espaçoso, é a sala principal, cujas colunas grossas se erguem sobre pilares de madeira de árvore nanmú, em forma de tambores, o que constitui um estilo hereditário ímpar das residências da dinastia Ming. Ao lado do casarão corre um riacho por entre as casas. No curso médio do riacho, foi construído um tanque quadrado de mais de 1 zhang (3,3 m²) que serve para que os barcos se cruzem ou façam a volta ali, o que oferece um espetáculo quando "os barcos passam pelo meio das casas".

4. O casarão Shenting: das mais de mil casas particulares de Zhouzhuang, ainda se conservam mais de 60% das construídas nas épocas da dinastia Qing e da República da China. Entre elas, há uma centena de casarões antigos e mais de 60 pórticos de ladrilhos esculpidos como construções aéreas que se estendem sobre becos, assim como portas que dão para as águas, típicas das regiões de rios e lagos do sul do rio Changjiang. Destas construções, as mais representativas são as de Shenting. O casarão fica na rua Nanshi, na face sul da rampa oriental da ponte Fu An. Este se encuentra en la calle Nanshi en el costado Sur de la rampa oriental del Puente Fu An. O casarão Shenting tem sua frente virada para o sul. É composto por 7 fileiras de casas e 5 pórticos, com um total de mais de 100 casas grandes ou pequenas, localizadas em ambos os lados do eixo central, que tem um comprimento de 100 metros. Cobre uma superfície de mais de 2.000 m². É um ponto-chave de proteção de relíqueas da província Jiangsu. Shenting foi construído no ano 7 de Qianlong da dinastia Qing (ano 1742).

 

Shenting é composto de três partes: na parte anterior está a porta, que dá vista para as águas e para um cais que serve para atracar braços e lavar a roupa, uma construção característica das regiões de rios e lagos do sul do rio Changjiang. Na parte central estão o pórtico, a sala de chá e a sala principal, que servem para receber e se despedir de convidados, celebrar bodas e funerais ou discutir assuntos. Na parte posterior se encontram câmaras grandes e pequenas, assim como a sala posterior, que servem de salas de estar. O casarão possui um estilo arquitetônico típico, com salões na parte anterior e câmaras na parte posterior.

5. Milou: seu nome original era Restaurante Deji. O dono, Li De Fu, era originário de Zhengdjiang. No último ano de Guangxu da dinastia Qing, ele se mudou com a família para Zhouzhuang. Ali, montou o restaurante, por ser um especialista em culinária.

 

6. O templo Quanfujiang é um templo famoso dentro e fora da sua região. Tem a mesma idade do antigo povoado Zhouzhuang. O povoado se chamava, na antigüidade, de Zhengfengli. No primeiro ano Yuanyou da dinastia Song do Norte (ano 1086), um senhor influente da região chamado Zhou Di Gong doou 13 hectares de suas terras para o Templo Jinfu, e os aldeões mudaram o nome de Zhengfengli para Zhouzhuang, em gratidão. O Templo Jinfu tornou-se um templo célebre ao sul do rio Changjiang graças às constantes ampliações executadas por várias dinastias. Conta com 5 fileiras de casas. O ponto principal da construção é a majestosa sala Daxiong, na qual está a imagem do grande Buda Rulai, com os joelhos dobrados, com uma altura de mais de 3 Zhang (10 metros). Na palma de Buda, cabe uma pessoa deitada.

 
Leia mais Comentário
 
Noticiário (09-05-12)
Horário e Frequência
Minha música
Sua palavra
Correspondente Rio de Janeiro
60 Anos da Nova China
Rádio on Line
Semana no Esporte-Luis Zhao
Nos Ares da Cultura
-Inês
Sociedade Chinesa
-Luisinho
Viagem pela China-Silvia
Repórter da China
-Catarina
Encontro da CRI com seus Ouvintes
-Alexandra

Treze pandas gigantes filhotes se mudam para nova casa

Palácio de Verão

Templo de Céu
<  E-Mail  >