China Radio International
(GMT+08:00) 2005-11-09 09:00:01    
China obtém progressos iniciais no tratamento de AIDS com medicamentos tradicionais

cri

Um alto funcionário da Administração Estatal de Medicamentos Tradicionais disse recentemente à imprensa que em agosto de 2004, a China começou a realizar experimentalmente o tratamento de pacientes de AIDS com medicamentos tradicionais em 11 províncias e cidades, obtendo sucessos preliminares.

Até agora, no mundo, 40 milhões de pessoas foram infectadas pelo vírus HIV. Destas, mais de 23 milhões morreram. Na China, existem 840 mil pacientes de AIDS. Agora, O número ainda está subindo.

A medida mais eficiente adotada pela medicina ocidental no tratamento de AIDS foi tentar matar o vírus HIV. Porém, até o presente momento, nenhum medicamento pôde eliminá-lo. Além disso, os medicamentos ocidentais provocam efeitos colaterais. Mas, os medicamentos tradicionais podem proteger e aumentar a imunidade e aliviar o sofrimento dos pacientes. Deste modo, poderão ter mais anos de vida, mesmo com HIV.

Em agosto de 2004, a China iniciou o tratamento experimental de pacientes de AIDS com medicamentos tradicionais nas províncias de Henan, Hebei, Anhui, Hubei e Guangdong. Em junho de 2005, foram atendidas 2 700 pessoas. Neste ano, pacientes que vivem em outras 6 província serão tratados com este tipo de medicamentos.

Desde o início deste trabalho, o governo central já destinou 36 milhões de yuans para a ministração de cursos, a pesquisa científica e preparação de médicos. Recentemente, foi formado um grupo de médicos dedicados especialmente a este serviço.

Os médicos escolhem sempre pacientes tratados com medicamentos ocidentais. Mas não obtêm efeitos curativos ou com efeitos colaterais. Para obter melhores efeitos, os médicos aplicam ao mesmo tempo medicamentos ocidentais e tradicionais nos pacientes de AIDS ou portadores de HIV.

Atualmente, este tipo de tratamento obtêm bons efeitos. Segundo informa-se, depois do tratamento com medicamentos tradicionais, muitos pacientes não têm diarréia, náusea, suor ou perda de fôlego e força. Além disso, os efeitos colaterais provocados por medicamentos ocidentais foram aliviados. Agora, muitos medicamentos tradicionais ocupam importante lugar no tratamento de pacientes de AIDS.

Como os medicamentos ocidentais e tradicionais possuem um critério diferente em avaliação de efeitos curativos, a Administração Estatal de Medicamentos Tradicionais está elaborado os critérios para a avaliação dos efeitos curativos de medicamentos tradicionais, regularizando de maneira científica o tratamento de pacientes de AIDS.