China Radio International
(GMT+08:00) 2005-11-03 10:19:29    
Tongli: um vilarejo bem preservado em Jiangsu

cri

A dezena quilômetros da famosa cidade turística de Suzhou, se localiza Tongli, um dos vilarejos mais protegidos do País. Ela possui uma vasta rede fluvial que a corta de leste a oeste e de sul a norte. Em virtude disso, a maioria de suas casas foi construída à beira dos rios, formando uma paisagem típica na região ao sul do rio Yangsté.

Segundo Zhang Fusheng, nascido e crescido no local, as pontes desempenham um papel essencial na vida de seus habitantes. "Apesar da limitada superfície, nossa vila possui quinze rios. Eles nos dividem em sete ilhotas, interligadas por mais de 40 pontes", disse Zhang.

É assim mesmo. As pontes construídas em diferentes períodos históricos unem as terras separadas pelas águas. A mais antiga se chama "Siben", com mais de 700 anos de história, enquanto a menor se chama "Dubu", com 2 metros de comprimento e menos de um metro de largura. A ponte que possui um perfil mitológico é denominada como "Fuguan". Segundo a tradição, se a carpa conseguir superar a queda de água chamada "Porta de Dragão", ela se transformará em dragão e levará uma vida imortal. Consta que em Tongli, havia uma carpa que tomou a ponte "Fuguan" como a "Porta do Dragão" e a tentou superar. Existe agora uma gravura na ponte "Fuguan" que relata a história.

Tongli é considerada também como um museu de antigas construções chinesas. Seus jardins são marcados pela simplicidade, mas não lhes falta elegância. O jardim Tuisi é o destaque. Construído por um alto funcionário demitido da dinastia Qing, Tuisi, exibe o seu estilo simples e não suntuosidade normalmente avistada em outros jardins de altos membros da sociedade feudal. Ele ocupa uma área de apenas de 0,6 hectar, a metade da qual é dominada pelas águas. Os pavilhões, quartos e salas são distribuídos conforme a passagem dos rios e a localização de tanques. Árvores e flores são amplamente cultivadas em seu interior. No final do século passado, Tuisi foi tombado pela UNESCO como Patrimônio Cultural Mundial.

Como o Jardim Tuisi, o vilarejo vive imerso na tranqüilidade e serenidade, sendo uma atração eterna para os que querem fugir do caos das metrópoles ou se interessem em conhecer jardins clássicos chineses.