• Fanzine• Sobre CRI• Sobre o Dept.
China Radio International
China
Mundo
  Notícias
  Economia
  Cultura
  Ciência e Tecnologia
  Esporte
  Turismo
  Diplomacia

Repórter

Cultura

Turismo

Sociedade

Etnias

Mundo Lusófono

Culinária
(GMT+08:00) 2005-09-09 08:43:44    
De Xidi a Hongcun

cri

A Montanha Huangshan, situada no Leste da província de Anhui, é um dos Patrimônios Naturais e Culturais da Humanidade. Ao seu sopé, existe um distrito chamado Yixian. Ele concentra mais de 3.600 antigas residências.

Em chinês, "Yi" significa "preto". Na antiguidade, a montanha Huangshan era denominada "montanha preta". Em conseqüência, a localidade ganhou o nome "Yixian". As residências com parede branca e telhado cinzento estão distribuídas por toda a área. Tendo como fundo um pano de rochas íngremes com cobertura verdejante, o conjunto residencial exibe uma paisagem bucólica raramente observada em outras cidades. O naturalista Zhang Weifeng explicou por que as residências estão tão bem preservadas. Ele disse:

"O Distrito de Yixian localiza-se numa zona montanhosa e era pouco acessível no passado. Em virtude disso, nunca foi palco de batalhas ou outras calamidades artificiais".

A maioria das construções em Yixian foi construída durante as dinastias Ming e Qing, há mais de 500 anos. Sua estrutura é caracterizada pela delicadeza e elegância. Consideradas como "Museu das Residências Populares de Ming e Qing", as aldeias de Xidi e Hongcun se destacam entre todas as aldeias em Yixian. Em 2000, ambas foram tombadas na lista de patrimônios culturais mundiais pela UNESCO.

Vivenciando as vicissitudes de mais de 600 anos, a aldeia de Xidi concentra mais de 120 casas residenciais antigas. Com uma vista aérea, Xidi parece um navio com centenas de cabines.

Para os visitantes a Xidi, é obrigatório visitar o "Pavilhão de Bordado". Trata-se de uma residência especial onde as moças procedentes de famílias ricas escolhiam seus futuros maridos. O ritual, no entanto, acontecia apenas entre as famílias ricas. Eles se realizavam ao redor de um pavilhão, ocasião em que as filhas jogavam a bola feita de seda para o homem pelo qual se apaixonou. Depois a família dela ia autorizar o casamento deles. Wang Tao, turista vinda do Norte do País, disse que Xidi a levou no percurso da história passada. Ela disse assim:

"Acho que as casas aqui são muito peculiares em termos da estrutura. Elas são simples, mas não faltam de elegância. Sinto-me que volto para a antiguidade".

A aldeia de Hongcun fica a menos de 20 quilômetros de Xidi. Ela foi planejada para ganhar a forma de um búfalo, deitado em arrozais circulados pelas montanhas. Além disso, ela possui uma rede hidroviária que a circula. As águas alimentam a população local.

A Residência Chengzhitang, construída há 150 anos, é a mais conhecida. Era a residência do então maior comerciante de sal local. Ela ocupa uma superfície superior de três mil metros quadrados e foi construída totalmente de madeira. Suas decorações marcadas pelas esculturas de madeira são muito grandiosas e complexas, fato que a leva a ser designado por "Cidade Proibida Popular".

Na entrada da residência há uma porta grandiosa que se chama Porta Central. No passado, só ficava aberta quando se realizavam grandes cerimônias ou chegavam altos funcionários. Os outros só podiam entrar pelas portas laterais, onde está esculpido o carater chinês "Comércio". Quanto a isso, existe uma história.

Durante o período feudal, os comerciantes não eram respeitados nem reconhecidos pela sociedade. Indignado com o fato, o dono de Chengzhitang mandou esculpir dois carateres chineses "Comércio" em duas portas laterais, com significado de que seja quem que viesse a casa, era obrigatório respeitar os comerciantes.

Segundo registros históricos, os comerciantes locais fizeram grande sucesso do século XV ao Século XVIII. Os meninos saíam de casa aos treze ou catorze anos para fazer negócios. As lojas estavam distribuídas por toda a aldeia.

Chengzhitang possui ainda nove pátios grandes com sistema de esgoto, simbolizando grande riqueza para uma família feudal.