China Radio International
(GMT+08:00) 2004-11-19 16:09:09    
Inaugurada Exposição de Preciosidades da China no Rio de Janeiro

cri

Teve início dia 18 no Centro Cultural Correios, Rio de Janeiro, a Exposição de preciosidades da arte chinesa. Participaram da abertura o Vice-Ministro do Gabinete de informações do Conselho de Estado da China Li Bing, O Secretário Geral da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro Samuel Malufaia, o Cônsul Geral da China no Rio de Janeiro Li Zhongliang, o Presidente da Federação Comercial do Rio de Janeiro Marco Polo, bem como personalidades dos diversos setores desta cidade num total de mais de 200 pessoas.

Como parte integrante da Semana Cultural da China no Brasil, a exposição mostra 200 peças pertencentes ao Museu Nacional de Artesanatos da China. Clássicas, elas se encontram divididas em oito tipos: objetos de jade, esculturas em pedra, esculturas em madeira, porcelanas e cerâmicas, artesanatos em metais, bordados e outros artesanatos folclóricos. O acervo evidencia sua identidade artística oriental e representa o mais alto nível do artesanato chinês. Discursando na cerimónia de inauguração, o Vice-Ministro Li Bing disse:

Este ano, 30 aniversário do estabelecimento das relações diplomáticas entre a China e o Brasil, a exitosa visita feita em maio pelo Presidente Lula à China e a recente visita bem sucedida do Presidente Hu Jintao ao Brasil diminuiram ainda mais a distância entre a Chinae o Brasil, dois países que ficam nos dois lados do globo. Como parte integrante da Semana Cultural da China no Brasil, a exposição exibe as preciosidades da arte chinesa de mais alto nível. Embora elas não são relíquias históricas, mas tem o mesmo valor que elas. Ele continuou: "Todo os os países tem sua própria cultura e essa diversidade cultural forma um mundo multicolor. Ao realizar exposição no Brasil, visamos não só mostrar a cultura chinesa, mas também aprender a cultura brasileira. A aproximação espiritual reduzirá a distância geográfica entre os dois países. O intercâmbio cultural ente os dois países fortalecerá sem dúvida a compreensão e amizade entre os dois povos." O Presidente da Federação Comercial do Rio de Janeiro Marco Polo também usou da palavra na abertura, enaltecendo o governo chinês por ter prestado grande atenção ao intercâmbio cultural com o Brasil, especialmente com Rio de janeiro:" O Rio de Janeiro foi privilegiado pelo governo da China com dois importantes eventos, o primeiro, um espetáculo de cultura chinesa, foi realizado na semana passada no Claro Hall, e agora a exposição de tesouros da China, que primeira vez na América Latina, é apresentada no Brasil, especialmente no Rio de Janeiro, eu sinto isso pela importância que damos não só a essa relação comercial, mas principalmente à amizade entre os dois povos que tem muito a contribuir para o desenvolvimento de cada um de nossos países".

O Diretor do Centro Cultural Correios, Nelsson de Junio, que prestou grande apoio à essa exposição, afirmou que tem grande hora sediar a exposição de tesouros da China e continuará fazendo esforços pela promoção do intercâmbio cultural entre os dois países: " Sentimos muito honrados de poder sediar essa exposição, tão bela, tão importante exposição que vem contribuir para o estreitamento das relações bilaterais China ?Brasil, para descoberta do povo carioca, do povo brasileiro da beleza da cultura chinesa." Após abertura, os participantes visitaram a exposição e ficaram admirados com cada objeto da exposição. Na saída, nosso repórter fez uma breve entrevista com um visitante que está saindo da sala: A Semana Cultural da China começou dia 10, durante a qual serão apresentados exposições, espetáculos culturais, circo, dança moderna e Wushu etc., atraindo numerosos brasileiros e contribuindo para o a compreensão e amizade entre os dois povos.